Simulado Lei 8.080/90 - HFA

Simulado da Lei 8.080 de 19/09/90 para o HFA.

01. Aos _____ de entidade ou serviços contratados é vedado exercer cargo de chefia ou função de confiança no SUS.
a) proprietários
b) administrados
c) dirigentes
d) todas as alternativas estão corretas.

02. A direção do SUS é exercida no âmbito da União pelo(a):
a) Presidente da República;
b) Ministério da Saúde;
c) Ministério da Previdência Social.
d) Presidente da F.N.S.

03. A direção do SUS é exercida no âmbito dos Municípios, pelo(a):
a) União;
b) Ministro da Saúde;
c) pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente;
d) Presidente da República.

04. Sobre a direção do SUS podemos afirmar:
a) é exercida, exclusivamente, pelos Municípios.
b) é única.
c) é regionalizada.
d) é exercida somente pelos Estados.

05. De acordo com a Lei 8.080/90, a saúde é______ do ser humano.
a) uma prerrogativa;
b) uma faculdade;
c) um dever;
d) um direito fundamental.

06. De acordo com o que dispõe textualmente a Lei 8.080/90, à garantia a saúde é um (a)______. do Estado.
a) direito;
b) dever;
c) faculdade;
d) garantia.

07. O dever do Estado no que diz respeito à saúde exclui o:
a) das pessoas;
b) da família;
c) das empresas;
d) da sociedade;
e) n. r. a.

08. O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas:
a) internacionais e nacionais;
b) administrativas e revolucionárias;
c) econômicas e sociais;
d) únicas e universais.

09. São fatores determinantes e condicionantes da saúde:
a) a alimentação e a organização econômica do País;
b) a moradia e o acesso aos bens e serviços essenciais;
c) o saneamento básico e o desenvolvimento urbano;
d) o meio ambiente e a organização industrial nacional.

10. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios exercerão, em seu âmbito administrativo, as seguintes atribuições:
I - organização e coordenação do sistema de informação de saúde;
II - elaboração de normas técnicas e estabelecimento de padrões de qualidade e parâmetros de custos que caracterizam a assistência à saúde;
III - elaboração de normas técnicas e estabelecimento de padrões de qualidade para promoção da saúde do trabalhador;
a) a I e II estão corretas; c) a II e III estão corretas;
b) a I e III estão corretas; d) todas estão corretas.

11. A articulação das políticas e programas, a cargo das “comissões intersetoriais”, abrangerá, em especial, as seguintes atividades:
I - recursos humanos;
II - ciência e tecnologia;
III - educação no trabalho.
a) apenas I e II estão corretas;
b) apenas I e III estão corretas;
c) apenas II e III estão corretas;
d) todas estão corretas.

12. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios exercerão, em seu âmbito administrativo, a(s) seguinte(s) atribuição(ões):
a) participação de formulação da política e da execução das ações de saneamento básico e colaboração na proteção e recuperação do meio ambiente;
b) elaboração e atualização periódica do plano de saúde;
c) participação na formulação e na execução da política de formação e desenvolvimento de recursos humanos para a saúde;
d) todas as alternativas estão corretas.

13. Não é considerada competência da direção nacional do SUS:
a) estabelecer critérios, parâmetros e métodos para o controle da qualidade sanitária de produtos, substâncias e serviços de consumo e uso humano e animal;
b) promover articulação com os órgãos educacionais e de fiscalização do exercício profissional, bem como com entidades representativas de formação de recursos humanos na área de saúde;
c) formular, avaliar, elaborar normas e participar na execução da política nacional e produção de insumos e equipamentos para a saúde, em articulação com os demais órgãos governamentais;
d) identificar os serviços estaduais e municipais de referência nacional para o estabelecimento de padrões técnicos de assistência à saúde.

14. Não é competência da direção estadual do SUS:
a) participar, junto com os órgãos afins, do controle dos agravos do meio ambiente que tenham repercussão na saúde humana;
b) participar da formulação da política e da execução de ações de saneamento básico;
c) participar das ações de controle e avaliação das condições e dos ambientes de trabalho;
d) em caráter exclusivo, formular, executar, acompanhar e avaliar a política de substâncias e equipamentos para a saúde humana e dos animais.

15. Compete à direção nacional do SUS:
I - controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde;
II - prestar cooperação técnica e financeira, apenas aos Municípios para o aperfeiçoamento da sua atuação institucional;
III - elaborar normas para regular as relações entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e os serviços privados contratados de assistência à saúde;
a) apenas I e II estão corretas;
b) apenas I e III estão corretas;
c) apenas II e III estão corretas;
d) todas estão corretas.

16. A União poderá executar ações de vigilância epidemiológica e sanitária em circunstâncias especiais, como na ocorrência de agravos inusitados à saúde, que possam escapar do controle do(a)_____ do Sistema Único de Saúde (SUS) ou que representem risco de disseminação nacional.
a) direção municipal;
b) direção estadual;
c) direção nacional;
e) Sistema Nacional de Sangue, Componentes e Derivados.

17. “Estabelecer o Sistema Nacional de Auditoria e coordenar a avaliação técnica e financeira do SUS em todo o Território Nacional em cooperação técnica com os Estados, Municípios e Distrito Federal”, compete ao(à):
a) direção distrital do SUS; c) direção nacional do SUS;
b) direção municipal do SUS; d) direção estadual do SUS.

18. Não é competência da direção estadual do SUS:
a) identificar estabelecimentos hospitalares de referência e gerir sistemas públicos de baixa e média complexidade, de referência municipal e regional;
b) coordenar a rede estadual de laboratórios de saúde pública e hemocentros, e gerir as unidades que permaneçam em sua organização administrativa;
c) estabelecer normas, em caráter suplementar, para o controle e avaliação das ações e serviços de saúde;
d) formular normas e estabelecer padrões, em caráter suplementar, de procedimentos de controle de qualidade para produtos e substâncias de consumo humano.

19. A política de recursos humanos na área da saúde será formalizada e executada, articuladamente, pelas diferentes esferas de governo, em cumprimento dos seguintes objetivos:
I - organização de um sistema de formação de recursos humanos em todos os níveis de ensino, exceto no de pós-graduação;
II - elaboração de programas de permanente aperfeiçoamento de pessoal;
III - valorização da dedicação exclusiva aos serviços do Sistema Único de Saúde(SUS).
a) apenas I e II estão corretas;
b) apenas I e III estão corretas;
c) apenas II e III estão corretas;
d) todas estão corretas.

20. Marque a alternativa incorreta:
a) Os serviços públicos que integram o Sistema Único de Saúde (SUS) constituem campo de prática para ensino e pesquisa, mediante normas específicas, elaboradas conjuntamente com o sistema educacional.
b) O Ministério da Fazenda acompanhará, através de seu sistema de auditoria, a conformidade à programação aprovada da aplicação dos recursos repassados a Estados e Municípios. Constatada a malversação, desvio ou não aplicação dos recursos, caberá ao Ministério da Justiça aplicar as medidas previstas na Lei 8.080/90.
c) As autoridades responsáveis pela distribuição da receita efetivamente arrecadada transferirão automaticamente ao Fundo Nacional de Saúde (FNS), observado o critério do parágrafo único do artigo 34 da Lei 8.080/90, os recursos financeiros correspondentes às dotações consignadas no Orçamento da Seguridade Social, a projetos e atividades a serem executados no âmbito do Sistema Único de Saúde(SUS).
d) Na distribuição dos recursos financeiros da Seguridade Social será observada a mesma proporção da despesa prevista de cada área, no Orçamento da Seguridade Social.

21. Para o estabelecimento de valores a serem transferidos aos Estados, Distrito Federal e Municípios pelo SUS, será utilizada a combinação dos seguintes critérios, segundo análise técnica de programas e projetos:
a) perfil demográfico da região e perfil epidemiológico da população a ser coberta;
b) características quantitativas e qualitativas da rede de saúde na área;
c) desempenho técnico, econômico e financeiro no período anterior;
d) todas as alternativas estão corretas.

22. Marque a alternativa incorreta:
a) O processo de planejamento e orçamento do Sistema Único de Saúde (SUS) será ascendente, do nível local até o federal, ouvidos seus órgãos deliberativos, compatibilizando-se as necessidades da política de saúde com a disponibilidade de recursos em planos de saúde dos Municípios, dos Estados, do Distrito Federal e da União.
b) Os planos de saúde serão a base das atividades e programações de cada nível de direção do Sistema Único de Saúde (SUS), e seu financiamento será previsto na respectiva proposta orçamentária.
c) É permitida, em qualquer hipótese, a transferência de recursos para o financiamento de ações não previstas nos planos de saúde.
d) O Conselho Nacional de Saúde estabelecerá as diretrizes a serem observadas na elaboração dos planos de saúde, em função das características epidemiológicas e da organização dos serviços em cada jurisdição administrativa.

23. À direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS) compete:
I - promover a descentralização para os Municípios dos serviços e das ações de saúde;
II - acompanhar, controlar e avaliar as redes hierarquizadas do Sistema Único de Saúde (SUS);
III - prestar apoio técnico e financeiro aos bairros e distritos municipais e executar complementarmente ações e serviços de saúde.
a) apenas I e II estão corretas;
b) apenas I e III estão corretas;
c) apenas II e III estão corretas;
d) todas estão corretas.

24. Quanto aos “critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura assistencial” pode-se dizer:
I - Na fixação dos critérios, valores, formas de reajuste e de pagamento da remuneração aludida no artigo 26 da Lei 8.080/90, a direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) deverá fundamentar seu ato em demonstrativo econômico-financeiro que garanta a efetiva qualidade de execução dos serviços contratados.
II - Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio
III - Aos proprietários, administradores e dirigentes de entidades ou serviços contratados é permitido exercer cargo de chefia ou função de confiança no Sistema Único de Saúde (SUS).
a) apenas I e II estão corretas
b) apenas I e III estão corretas
c) apenas II e III estão corretas
d) todas estão corretas

25. Não se enquadra como competência da direção municipal do SUS, executar serviços:
a) de vigilância epidemiológica e sanitária;
b) de alimentação e nutrição;
c) de saneamento básico e habitação;
d) de saúde do trabalhador.

26. Não são considerados de outras fontes os recursos do orçamento do SUS provenientes de:
a) alienações patrimoniais e rendimentos de capital;
b) taxas, emolumentos e preços públicos arrecadados no âmbito do Sistema Único
de Saúde (SUS);
c) rendas eventuais, inclusive comerciais e industriais;
d) multas por infração no trânsito.

27. A articulação das políticas e programas, a cargo das “comissões intersetoriais”, abrangerá as seguintes atividades:
I - alimentação e nutrição;
II - saneamento e habitação;
III vigilância sanitária e farmacoepidemiologia;
a) somente I e II estão corretas;
b) somente I e III estão corretas;
c) somente II e III estão corretas;
d) todas estão corretas.

28. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios exercerão, em seu âmbito administrativo, as seguintes atribuições, excetuando-se:
a) definição das instâncias e mecanismos de controle, avaliação e de fiscalização das ações e serviços de saúde;
b) administração dos recursos orçamentários e financeiros destinados, em cada ano, à saúde;
c) acompanhamento, avaliação e divulgação do nível de saúde da população e das condições ambientais;
d) formular, avaliar e apoiar políticas de alimentação e nutrição.

29. Marque a alternativa incorreta:
a) As especializações na forma de treinamento em serviço sob supervisão serão regulamentadas por Comissão Nacional, instituída de acordo com o art. 12 da Lei 8.080/90, garantida a participação das entidades profissionais correspondentes.
b) O orçamento da seguridade social destinará ao Sistema Único de Saúde (SUS) de acordo com a receita estimada, os recursos necessários à realização de suas finalidades, previstos em proposta elaborada pela sua direção nacional, com a participação dos órgãos da Previdência Social e da Assistência Social, tendo em vista as metas e prioridades estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias.
c) Ao Sistema Único de Saúde (SUS) caberá um terço(1/3) da receita de que trata o art. 32, inciso I da Lei 8.080/90, apurada semestralmente, a qual será destinada à recuperação de viciados.
d) As receitas geradas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) serão creditadas diretamente em contas especiais, movimentadas pela sua direção, na esfera de poder onde forem arrecadadas.

30. A Lei 8.080/90 considera outras fontes os recursos provenientes de:
I - rendas eventuais, exceto as comerciais e industriais;
II - serviços que possam ser prestados sem prejuízo da assistência à saúde;
III - ajuda, contribuições, doações e donativos;
a) apenas I e II estão corretas;
b) apenas I e III estão corretas;
c) apenas II e III estão corretas;
d) todas as alternativas estão corretas.


GABARITO


01. D – art. 26 § 4º (Lei 8.080/90)
02. B – art. 9º (Lei 8.080/90)
03. C – art. 9º, lIII (Lei 8.080/90)
04. B – art. 9º (Lei 8.080/90)
05. D – art. 2º (Lei 8.080/90)
06. B – art. 2º, § 1º (Lei 8.080/90)
07. E – art. 2º, § 2º (Lei 8.080/90)
08. C – art. 2º, § 1º (Lei 8.080/90)
09. B – art. 3º (Lei 8.080/90)
31. D – art. 15 (Lei 8.080/90)
11. A – art. 13 (Lei 8.080/90)
12. D – art. 15 (Lei 8.080/90)
13. A – art. 16 (Lei 8.080/90)
14. D – art. 17 (Lei 8.080/90)
15. B – art. 16 (Lei 8.080/90)
16. B – art. 16, parágrafo único (Lei 8.080/90)
17. C – art. 16, XIX (Lei 8.080/90)
18. A – art. 17 (Lei 8.080/90)
19. C – art. 27 (Lei 8.080/90)
20. B – art. 33, § 4º (Lei 8.080/90)
21. D – art. 35 (Lei 8.080/90)
22. C – art. 36, § 2º (Lei 8.080/90)
23. A – art. 17 (Lei 8.080/90)
24. A – art. 26 (Lei 8.080/90)
25. C – art. 18, IV (Lei 8.080/90)
26. D – art. 32 (Lei 8.080/90)
27. B – art. 13 (Lei 8.080/90)
28. D – art. 15 (Lei 8.080/90)
29. C – art. 32 (Lei 8.080/90)
30. C –
art. 32 (Lei 8.080/90)

8 Comentários:

Anônimo disse...

me envia o gabarito

Anônimo disse...

me envia o gabarito por favor...Leina_rodrigues@hotmail.com

Leina disse...

por favor me envie o gabarito

Concurso e Fisioterapia disse...

Postagem reeditada e email enviado.
Obrigada pela visita.

ARQUIVOS MARVEL disse...

PARABÉNS POR ESTE SIMULADO
ADOREI AS QUESTÕES BEM ELABORADAS.

Adm. Blog disse...

Eu que agradeço a sua simpatia, abraços

Anônimo disse...

Questões de nível bem fácil, prefiro umas mais difíceis...

Lucas Hernandes Consuelo disse...

Queria outro simulado deste, com questões rebuscadas! Pode me enviar?

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO