DORT - Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho

São movimentos repetidos de qualquer parte do corpo que podem provocar lesões em tendões, músculos e articulações, principalmente dos membros superiores, ombros e pescoço devido ao uso repetitivo ou a manutenção de posturas inadequadas resultando em dor fadiga e declínio do desempenho profissional tendo como vítimas mais comuns os: digitadores, datilógrafos, bancários, telefonistas, secretárias, incluindo também as donas-de-casa.

Causas mais comuns:

Postura:

Posturas fixas principalmente em trabalhos sedentários, em trabalhos dinâmicos, com posturas extremas de tronco como por exemplo abaixar-se e virar-se de lado também são comumentemente fatores de risco.
As posturas incorretas de extremidades superiores também constituem fatores de risco, tais como: desvios dos punhos, braços em posições de torção e elevação do ombro.
Falta de tempo de recuperação pós-contração e fadiga (falta de flexibilidade, ritmo elevado de trabalho).
Todos esses desvios são influenciados por uma série de fatores ocupacionais e individuais, incluindo característica do posto de trabalho, Ex: altura da mesa, da cadeira, formato da cadeira e seu encosto, etc.

Movimento e força:

Estes dois fatores estão correlacionados ao aparecimento da Dort nas mãos e punhos. A combinação de forças elevadas e alta repetitividade aumentam a magnitude da lesão mais do que qualquer uma delas isoladamente.
A força exercida durante a realização dos movimentos é outro determinante das lesões, como por exemplo, no levantamento, carregamento e utilização de ferramentas pesadas, a força necessária para cortar objetos muito duros, a utilização de parafusadoras e furadeiras.

Características individuais:

O tipo de musculatura e características individuais parecem manter uma relação com a incidência dos problemas. Nesse sentido, as mulheres parecem ser mais suscetíveis que os homens, inclusive pela predominância dos hormônios, diferenças anatômico-fisiológicas: síndrome da tensão do pescoço, mulheres têm mais fibras musculares do tipo I, usadas nas contrações estáticas.. A distribuição de tarefas por sexo e consequentemente na carga do trabalho determinam o aparecimento de problemas e estão ligados as características individuais.

Quadro Clínico:

Sensação de peso e fadiga, dor, alodínea, sensação de edema, sensação de enrijecimento muscular, choque, dormência, formigamento, câimbras, falta de firmeza nas mãos, sensação de fraqueza muscular, sensação de frio ou calor - alternadamente, limitação de movimentos - em geral pela dor, dificuldade para dormir pela dor - acordando durante a noite, acometimento psicológico - frustração, medo do futuro, ansiedade, irritação, raiva de seu estado de incapacidade.

Presença ou não de entidades ortopédicas: tendinite, tenossinovite, sinovite, peritendinite, em particular de ombros, cotovelos, punhos e mãos; epicondilite, tenossinovite estenosante (De Quervain), contratura de Dupuytren, dedo em gatilho, cisto, síndrome do desfiladeiro torácico;
Presença ou não de quadros mais generalizados: síndrome miofascial, mialgia, síndrome tensão do pescoço, distrofia simpático-reflexa / síndrome complexa de dor regional.

Fisiopatologia:

Condicão dolorosa intensa ou prolongada, estímulos de natureza variada, mesmo não nocivos são interpretados como dolorosos;
Alteração no sistema de supressão de dor o que torna receptores da medula espinhal e tálamo hipersensíveis a estímulos que em situações normais seriam insuficientes para causar sensações dolorosas;
Irritação de tecido nervoso que adquiriram propriedade de aumentar a mecano sensibilidade e de formação de impulsos ectopicos;
Alteração dos tecidos nervosos sensitivos decorrentes de tensão mecânica excessiva e/ou fricção associada com trabalho manual pesado, repetitividade e posturas fixas de cabeça e pescoço;
Reflexo neuropático como consequência do transbordamento do portão aferente da dor a partir de estímulos provenientes de mecano receptores e nociceptores de sítios anatômicos relevantes (articulações apofisárias de coluna ou estruturas relacionadas a elas, músculos, tendões, cápsulas articulares, estruturas do sistema nervoso periférico).

Prevenção:

Modificação do mobiliário:

Conforto é essencial para a prevenção.
Os postos de trabalho devem ser feitos para acomodar o trabalhador no seu ambiente para que ele tenha uma movimentação eficiente e segura.
As operações mais frequentes devem estar ao alcance das mãos.
As máquinas devem estar posicionadas de forma que o trabalhador não tenha que se curvar ou torcer o tronco para pegar ou utilizar ferramentas com frequência.
A mesa deve ser planejada de acordo com a altura de cada pessoa e ter espaço para os movimentos das pernas.
As cadeiras devem ter altura para que haja apoio para os pés, formato anatômico para o quadril e encosto ajustável ao trabalhador.· ·

As pessoas devem aprender a identificar os sinais do próprio corpo, o que permite perceber o início de qualquer desconforto. O importante é não deixar que as dores pequenas evoluam.

As pausas no trabalho devem permitir principalmente um alívio para os músculos mais ativos. Diferente da pausa para a recuperação do esforço físico pesado.
Obs: ainda não existe um esquema que estipule o tempo de pausa para evitar a tensão do trabalho muscular localizado, mas o ideal é que, após 1 hora de trabalho, como por exemplo em frente ao computador, fazer uma pausa de 5 a 10 min.
Durante a pausa, pode-se levantar, caminhar um pouco e se possível fazer exercícios de alongamento.

Diminuir a ansiedade, angústia e depressão.

2 Comentários:

Mário Augusto disse...

Obrigado pela visita ao meu blog.Muito bom o seu blog.Aproveito para informar que nos vários buscadores de PDF do blog Alagoas Real você encontrará diversos artigos relacionados a Fisioterapia
Links:
http://alagoasreal.blogspot.com/2008/11/mega-pdf-melhor-busca-de-arquivos-no.html

http://alagoasreal.blogspot.com/2008/11/encontre-na-internet-os-arquivos-do.html

http://alagoasreal.blogspot.com/2008/10/pdf-real-best-engine-searcha-melhor.html

Abraços amigo
Guga

Đαγαηє Jακєℓ disse...

sensacional!
Amigos, tenho um blog falando só de fibromialgia
Deem uma passadinha
http://fibromialgicas.blogspot.com/

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO