Perguntas e respostas corretas de concursos anteriores I

Na utilização do ultra-som terapêutico, é CORRETO afirmar que:

Recomenda-se começar a mover lentamente a fonte sonora sobre a interface, para, depois, iniciar o funcionamento do aparelho.
Quanto menor a freqüência de saída, maior a penetração das ondas ultra-sônicas.
A relação entre a intensidade e a duração do tratamento depende do total de calor necessário e do estágio inflamatório da lesão a ser tratada.
Quando utilizado para fonoforese, recomenda-se o pré-aquecimento da área a ser tratada.

Sobre as técnicas de terapia manual, assinale a alternativa CORRETA.

Mobilizações do fundo de saco podem ser realizadas para aumentar a flexão do joelho.

Sobre a fratura de Colles, é CORRETO afirmar.

É uma fratura da metáfise distal do rádio.
Ocorre deslocamento dorsal do fragmento distal fraturado.
Fraturas cominutivas levam a encurtamento do rádio e limite funcional durante o desvio ulnar do punho.
Pode ocorrer aprisionamento do nervo ulnar no canal de Guyon

Sobre a Gonartrose, é CORRETO afirmar.

Devem-se realizar movimentos acessórios através de técnicas terapêuticas manuais lentas e oscilatórias, para estimular a dinâmica do líquido sinovial.

Sobre a facilitação neuromuscular proprioceptiva, é correto afirmar:

É um método composto por padrões de movimentos que envolvem vários músculos.
Os movimentos, normalmente, são executados em diagonal e espiral.
Empregam-se, neste método, reflexos de estiramentos.
Ocorre o envolvimento de proprioceptores e de outros receptores.

Qual dos seguintes distúrbios do movimento PODE ser associado com disfunção cerebelar?

Astenia.
Ataxia.
Tremor postural.
Dismetria.

É CORRETO afirmar que as camadas musculares do assoalho pélvico PODEM proporcionar na mulher:

Compressão da uretra.

A alternativa CORRETA relacionada ao tratamento fisioterapêutico na gravidez.

O alongamento excessivo dos músculos posteriores da coxa e dos adutores do quadril pode aumentar a instabilidade e a hipermobilidade pélvica.

Deverá se considerar na abordagem fisioterapêutica da criança com paralisia cerebral que:

À medida que o tônus muscular do tronco é normalizado, o tônus anormalmente alto dos membros é aumentado.

A alternativa CORRETA relacionada a exercícios físicos para idosos.

O exercício resistido pode aumentar substancialmente a força de adultos de qualquer idade.

Sobre fases da reabilitação cardíaca, assinale as alternativas CORRETAS.

FASE I: objetiva prevenir problemas associados ao repouso prolongado no leito e à preparação para uma vida ativa após a alta hospitalar.
FASE II: objetiva aumentar a capacidade física, melhoria do bem-estar psicossocial e do estado clínico.
FASE IV: continuação da FASE III. Objetiva manutenção a longo prazo, após a recuperação.
FASE IV: programas de exercícios desta fase são compatíveis com a maioria dos programas de condicionamento para adultos sedentários saudáveis.

As alternativas CORRETAS relacionada ao tratamento de doenças vasculares.

Pacientes com insuficiência arterial crônica devem realizar exercícios graduados, com resistência à fadiga, com uma freqüência de 3 a 5 vezes por semana.
Para prevenir a trombose venosa profunda, deve-se orientar o paciente em pós-cirúrgico a deambular o mais precocemente possível.
Na insuficiência venosa crônica, podemos realizar bomba e luva de compressão mecânica intermitente, com o membro elevado várias horas por dia.
Na tromboflebite aguda, estão contra-indicados a aplicação de calor úmido e o uso de bomba de compressão pneumática seqüencial.

Deve-se considerar no processo de montagem de um sistema básico para a aplicação terapêutica de CPAP.

Um sistema de CPAP é dependente de dois mecanismos básicos: o fluxo inspiratório e o mecanismo através do qual se produz a resistência na fase expiratória (PEEP).
Na fase inspiratória, a CPAP pode ser produzida através de fluxo contínuo.
Na fase inspiratória, a CPAP pode ser produzida através de fluxo de demanda.
Podemos fazer associações entre mecanismos produtores de fluxo e mecanismos produtores de PEEP.

Dentre os efeitos obtidos com a aplicação da EPAP no sistema respiratório, é correto afirmar que ocorre:

Variação na pressão intra-alveolar.
Recrutamento alveolar.
Aumento da capacidade residual funcional.
Redistribuição da água extravascular.

No concernente a práticas preventivas que podem ser adotadas no ambiente de trabalho, as alternativas CORRETAS.

Introdução e avaliação periódica de treinamento em serviço.
Avaliação da correta utilização de equipamentos de proteção individual como também a sua adequação, qualidade e freqüência de uso.
Adoção por parte de profissionais de saúde de práticas que visem à observação da saúde e da segurança do trabalhador.
Introdução de estratégias que visem ao resgate do saber operário, sua dignidade e seu amor próprio.

As alternativas relacionadas às práxis fisioterapêutica no campo da fisioterapia ocupacional.

A prevenção de lesões osteomusculares e articulares é fator diferencial para o sucesso de algumas organizações.
Ambiente de trabalho adaptado ergonomicamente, trabalhadores saudáveis e preparados para as solicitações musculares diárias refletirão beneficamente no desempenho das empresas e na qualidade de vida de seus trabalhadores.
O conhecimento da realidade do local de trabalho se faz necessário para avaliar e traçar condutas para o grupo de trabalho através de observações, pesquisas e entrevistas.
Diagnósticos possibilitam a escolha de alternativas que visam à melhoria dos postos de trabalho ou do entendimento científico de mudanças necessárias a serem efetuadas na organização do trabalho.

Sobre os Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF, é CORRETO afirmar.

Objetivam ampliar a abrangência e o escopo das ações da atenção básica bem como sua resolubilidade, apoiando a inserção da estratégia de Saúde da Família na rede de serviços e o processo de territorialização e regionalização a partir da atenção básica.
Os NASF são constituídos de equipes compostas por profissionais de diferentes áreas de conhecimento, que atuam em parceria com os profissionais das Equipes de Saúde da Família – ESF.
A responsabilização compartilhada entre as equipes de saúde da família e a equipe do NASF na comunidade prevê a revisão da prática do encaminhamento com base nos processos de referência e contra-referência.
Para efeito de repasse de recursos federais, o profissional fisioterapeuta poderá participar tanto do NASF 1 quanto do NASF 2.

É correto afirmar que a Reabilitação Baseada na Comunidade – RBC

Foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde que concebeu a RBC como uma estratégia, ao lado da prevenção das deficiências e da própria reabilitação institucional.

Compete aos Conselhos Regionais de Fisioterapia

Expedir a carteira de identidade profissional e o cartão de identificação aos profissionais registrados.
Funcionar como Tribunal Regional de Ética, conhecendo, processando e decidindo os casos que a ele forem submetidos.
Julgar infrações e aplicar penalidades previstas na lei 6316/75 e em normas complementares ao Conselho Federal de Fisioterapia.
Publicar, anualmente, seu orçamento e respectivos créditos adicionais, os balanços, a execução orçamentária, o relatório de suas atividades e a relação dos profissionais registrados.

Quando em decúbito dorsal, a paciente grávida deve colocar um apoio sobre o lado direito da pelve para ficar levemente virada para a esquerda. Esta posição previne a compressão do (a):

Veia cava inferior.

O auto-alongamento do músculo piriforme, na paciente grávida, é feito em decúbito lateral com apoio e associado ao seguinte posicionamento do quadril:

Adução e rotação interna.

Na gravidez, o deslocamento do centro de gravidade pelo alargamento do útero e das mamas causa:

Aumento da lordose lombar e hiperextensão dos joelhos.

O movimento excessivo anormal, observado na doença de Huntigton, distonia e paralisia cerebral coreoatetóide é denominado:

Hipercinesia.

Função neurológica:

Núcleos da base = regulam a contração e a força muscular.
Tálamo = regula o fluxo de informações para o córtex cerebral.
Cerebelo = compara a estimulação motora efetiva ao movimento pretendido.
Córtex motor primário = controla os movimentos voluntários contralaterais.
Hipotálamo = coordena o comportamento de comer com a atividade digestiva.

A incapacidade de reconhecer objetos colocados nas mãos ou números ali desenhados é denominada:

Astereognosia.

Sinais neurológicos:

Bradicinesia = aletencimento do movimento.
Disdiaconosinesia = habilidade de realizar movimentos alternados rápidos.
Hiposmia = perda parcial da sensação olfatória.
Dissinergia = incapacidade de controlar a coordenação.
Hiperreflexia = descarga simpática em resposta a estímulos inócuos.

A órtese indicada para um paciente idoso, com instabilidade segmentar no plano coronal do joelho (genu-varum ou valgum), deve ser a:

Joelho-tornozelo-pé.

O paciente com amputação transtibial, ao sentar, deverá manter o joelho do membro amputado em:

Extensão e com apoio.

Nas amputações transfemurais, a marcha com hiperlordose ocorre devido à seguinte causa biológica:

Contratura em flexão do quadril.

A presença de hiperflexão do punho e das articulações metacarpo-falangianas e interfalangianas proximais do 3 e 5 dedos é freqüente em pacientes idosos com confusão mental.

Espasmo carpopodal.

No estágio pós-operatório inicial de artroplastia coxofemoral total (abordagem posterior) o fisioterapeuta deverá evitar os movimentos:

Rotação interna e adução de coxofemoral.

A introdução de íons medicamentosos dentro da pele humana, para alívio dos sintomas da artrite reumatóide, é denominada:

Iontoforese.

A pseudo-hipertensão arterial (superestimação da pressão arterial) é um achado comum em idosos e ocorre devido:

À rigidez arterial.

Um dos efeitos indesejáveis da pressão positiva expiratória final (PEEP) é:

Diminuição do retorno venoso.

A técnica de oscilação oral de alta freqüência tem como objetivo:

Facilitar o clearance de secreções.

Valores da pressão inspiratória máxima (PImáx) e da pressão expiratória máxima (PEmáx)

Força muscular expiratória normal = + 140 cm H2O.
Força muscular inspiratória normal = – 130 cm H2O.
Falência muscular inspiratória = – 20 cm H2O.
Fraqueza muscular expiratória = + 70 cm H2O.
Fraqueza muscular inspiratória = – 78 cm H2O.

Para favorecer a ventilação das zonas basais pulmonares utilizamos o padrão ventilatório:

No nível da capacidade residual funcional.

Endurance é a habilidade que o músculo tem de se manter em contração durante um determinado tempo. Das técnicas abaixo a específica para treinamento da endurance da musculatura respiratória é:

Ventilação máxima voluntária.

A queda sobre a mão em extensão e o antebraço em pronação tem como complicação mais comum à lesão ligamentar entre o escafóide e o semilunar. Após a correção cirúrgica, a seqüela mais freqüente desta lesão é:

Restrição leve da flexão de punho.

Existem inúmeras complicações decorrentes das fraturas da extremidade distal do rádio. Algumas manifestações clínicas, freqüentemente apresentadas pelo paciente durante o tratamento, são:

Alteração do pulso da radial, temperatura da extremidade e edema digital;

O palmilhamento adaptativo deve ser adotado com regularidade para pacientes que apresentem:

Tempo de pronação aumentado com dor anterior no joelho.

O aumento do volume de líquido sinovial no joelho, após entorse grau II, deve ser verificado pelo teste:

Da flutuação.

As correções de desvios laterais da coluna vertebral e os exercícios para a cadeia reta posterior devem ser discutidos em conjunto. As indicações para as correções de desvios laterais são:

Restrição anterior e posterior na mobilidade da coluna e redução da dor com o reposicionamento da pelve.

A estabilização dinâmica da coluna vertebral envolve a manutenção da amplitude de movimento controlada, que varia de acordo com a posição e a atividade realizada. Ela pode ser obtida por meio de:

Controle voluntário do posicionamento pélvico.

O bloqueio agudo da articulação facetária cervical, freqüentemente chamado de torcicolo, é uma afecção muito comum. Após a exclusão de possível síndrome compressiva radicular, a progressão da intervenção fisioterapêutica deve seguir:

Exercícios para ganho de amplitude de movimento, de estabilização e de fortalecimento;

A intervenção fisioterapêutica nas lesões traumáticas agudas é determinada pelas manifestações clínicas do paciente. Os recursos mais freqüentemente indicados são:

Crioterapia, mobilização de pequena amplitude e utilização de recursos eletrotermoterápicos.

O principal objetivo fisioterapêutico no tratamento das luxações recidivantes de ombro é:

Estabilização rítmica e reeducação sensório-motora.

Entre as complicações mais freqüentes da fratura de Monteggia encontramos:

Dor e restrição para a flexo-extensão do cotovelo.

A fim de descrever o comportamento de uma doença numa comunidade, ou o risco de sua ocorrência, utilizamos as medidas de freqüência de morbidade. Em Saúde Pública, podemos entender como morbidade:

Doença.
Traumas e lesões.
Incapacidade.

Reservatório é o habitat de um agente infeccioso, no qual este vive, cresce e se multiplica. Boa parte das doenças infecciosas tem o homem como reservatório que em Saúde Pública, se apresenta como portadores que podem se apresentar de diferentes formas.

Portador ativo convalescente – se apresenta como tal durante e após a convalescença de uma doença infecciosa.
Portador ativo crônico – indivíduo que continua a albergar o agente etiológico muito tempo após a convalescença da doença.
Portador ativo incubado – aquele que se comporta como tal durante o período de incubação da doença.
Portador passivo – indivíduo que nunca apresenta sintomas de determinada doença transmissível e nem os apresentará no futuro.

Nas alternativas abaixo, considerando os estudos em Saúde Pública, as CORRETAS:

As zoonoses são doenças comuns a homens e animais.
As zoonoses ocorrem mais freqüentemente nas áreas rurais do que em áreas urbanas.
A resistência bacteriana a antibióticos constitui marcador epidemiológico freqüentemente utilizado no estudo do comportamento desses agentes.
A resistência dos microrganismos ao meio ambiente é um dos fatores condicionantes das formas de transmissão desses agentes.

Considera-se indispensável na investigação de doenças raras numa determinada região, o seguinte:

Conhecer os padrões de comportamento da doença segundo as variáveis: tempo, espaço e pessoa.

As ações e serviços públicos de saúde, os serviços conveniados ou contratados que integram o SUS, são desenvolvidos de acordo com as diretrizes previstas na Constituição Federal, obedecendo o princípio da descentralização político- administrativa. Neste aspecto e considerando a direção única em cada esfera de governo, é correto afirmar:

A ênfase na descentralização dos serviços para os municípios.
A regionalização e hierarquização da rede de serviços de saúde.

No que se refere ao funcionamento dos serviços privados de assistência à saúde.

A assistência à saúde é livre à iniciativa privada.
Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios éticos e as normas expedidas pelo órgão de direção do SUS, quanto às condições para seu funcionamento.
Os serviços privados de assistência à saúde caracterizam-se pela atuação, por iniciativa própria, de profissionais liberais, legalmente habilitados e de pessoas jurídicas de direito privado na promoção, proteção e recuperação da saúde.

Conforme determina a Lei Federal n° 8080/90 estão incluídas no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS), a execução de ações:

Vigilância Sanitária.
Assistência Terapêutica Integral, inclusive farmacêutica.
Vigilância Epidemiológica.
Saúde do Trabalhador.

A epidemiologia por ser multidisciplinar alcança um amplo espectro de aplicações inclusive, na Saúde Pública:

Identificar fatores de risco de uma doença e grupos de indivíduos que apresentam maior risco de serem atingidos por determinado agravo.
Descrever o espectro clínico das doenças e sua história natural.
Avaliar o quanto os serviços de saúde respondem aos problemas e necessidades da população.
Testar a eficácia, a efetividade e o impacto de estratégias de intervenção, assim como a qualidade, acesso e disponibilidade dos serviços de saúde para controlar, prevenir e tratar os agravos de saúde na comunidade.

Sobre órteses:

As bengalas são sempre utilizadas no membro superior contra-lateral ao membro inferior que se deseja proteger da descarga de peso.
A órtese cérvico-torácica tipo Minerva é útil em pacientes com lesões instáveis e que necessitam maior restrição dos movimentos.

É a segunda divisão do nervo ciático na fossa poplítea e inerva todos os flexores plantares e os flexores do pé, passando através do túnel do tarso. Essas características referem-se ao nervo:

Tibial.

São efeitos biológicos da radiação ultravioleta na pele:

Eritema.
Hiperplasia epidermal.
Produção de vitamina D.
Bronzeado.

Músculo cuja ação consiste em tracionar o ângulo da boca superior e lateralmente, como na risada:

Zigomático maior.

Acerca dos recursos terapêuticos com seus respectivos mecanismos de transferência de calor:

Parafina = Convecção.
Ultravioleta = Radiação.
Ultra-som = Conversão
Turbilhão = Condução.

Quanto à diatermia:

A diatermia por microondas produz um campo elétrico que gera calor devido à resposta bipolar na membrana da célula.
A diatermia por microondas não penetra tão profundamente quanto à diatermia por ondas curtas.

Testes avaliativos.

Bunnel-Littler = Avalia tônus dos músculos intrínsecos da mão.
Thomas = Determina contratura em flexão do quadril.
Adson = Determina permeabilidade da artéria subclávia.
Yergason = Verifica estabilidade do tendão bicipital.

São indicações às manobras de massagem de drenagem linfática:

Fibro edema gelóide e queimaduras.

Uma prescrição terapêutica apropriada é crítica para o sucesso do programa de reabilitação. Considerando o paciente idoso podemos afirmar que:

O paciente deve participar do estabelecimento de metas e compreender a relevância do plano de reabilitação para suas próprias metas

Conhecendo as alterações músculo-esqueléticas da síndrome da imobilidade, a alternativa correta.

Os principais efeitos da imobilidade são atrofia e fraqueza muscular, contratura articular e osteoporose.

A massagem é uma das mais antigas modalidades de tratamento e, atualmente, tem reconhecida a sua importância como recurso terapêutico. As alternativas corretas são:

A massagem de amassamento envolve compressão da pele e músculos subjacentes entre os dedos e o polegar de uma mão ou entre duas mãos de massagista.
O principal efeito mecânico da massagem de fricção é provavelmente o cisalhamento do tecido subjacente.
As alterações vasculares são reconhecidas como um claro efeito mecânico da massagem.

No programa cinesioterapêutico das fraturas, em geral, é essencial a atenção para o seguinte efeito indesejável:

Pseudoartrose.

Na atuação ergonômica o fisioterapeuta dispõe de diferentes recursos para preservar a saúde do trabalhador. O principal indicador da carga de trabalho final é geralmente a freqüência:

Cardíaca.

Após sofrer acidente vascular encefálico hemorrágico no hemisfério direito, o paciente desenvolverá após o estado de choque cerebral, espasticidade com padrões:

Extensor de membro inferior e flexor de membro superior no dimídio esquerdo.

A eletroterapia apresenta-se como uma medida terapêutica eficaz na recuperação da incontinência urinária em pacientes idosos. No tratamento desse distúrbio, essa técnica tem por objetivo:

Estimular o armazenamento de urina pela alteração da sensação da bexiga.

Um dos importantes efeitos fisiológicos da crioterapia é o de provocar vasoconstricção. Esse efeito acaba por gerar algumas contra-indicações absolutas no uso dessa técnica terapêutica. Entre as diversas doenças que contra-indicam a sua utilização, inclui-se a:

Doença de Raynaud.

Pacientes com diagnóstico de distrofia muscular de Duchenne apresentam alterações funcionais progressivas, mediante o curso da doença. Uma alteração importante é a deambulação desses pacientes, que passam a apresentar uma marcha do tipo:

Anserina.

Compressão do nervo mediano com dor e parestesia numa região específica da mão caracterizam uma síndrome.

Síndrome do Túnel do Carpo.

O nome do fisioterapeuta não pode ser usado em clínicas, hospitais, consultórios ou instituições outras, sem que neles compareça para efetivo exercício. Esta determinação está respaldada e de acordo com a:

Resolução COFFITO no 139.

O uso da Ventilação não-invasiva (VNI) através do CPAP ou BIPAP é rotina na maioria nos atendimento de emergência de pacientes pneumopatas.

É indicada, pois leva a uma redução no trabalho respiratório.
Um dos efeitos da VNI é a diminuição nos níveis de CO2.
A VNI recruta unidades alveolares colapsadas melhora a oxigenação por diminuir o shunt pulmonar.
Em algumas situações de emergência pode ser usada antes de colocar o paciente na ventilação mecânica invasiva

Nas pneumopatias crônicas, observa-se acometimento dos músculos respiratórios que são considerados essenciais para promover a variação de pressão intratorácica e abdominal necessária para permitir o fluxo de ar nos pulmões e favorecer as trocas gasosas. Sobre os músculos respiratórios:

Assim como a musculatura esquelética periférica, o diafragma também obedece à lei de tensão comprimento, ou seja, o grau de estiramento do músculo é um fator determinante para a força de contração.
Em pacientes que apresentam hipotonia dos músculos abdominais e instabilidades das costelas a função inspiratória do diafragma encontra-se prejudicada

A Fisioterapia Respiratória no pré e pós-operatório pode reduzir as infecções respiratórias, reduzir o tempo de internamento hospitalar e favorecer o retorno do paciente as atividades de vida diária o mais precoce possível. Sobre o pré e pós-operatório:

No pós-operatório o fluxo mucociliar diminui e ocorre alteração nas propriedades do muco, tornando-se mais viscoso e menos elástico.
A ineficiência da tosse deve-se a dificuldade de inspirações profundas
Entre os objetivos da fisioterapia no pós-operatório, podemos incluir: deambulação precoce e analgesia.
No paciente submetido à toracotomia e, com tosse seca, postura antiálgica e Rx sugestivo de atelectasia, o tratamento fisioterapêutico poderá ser baseado em manobras reexpansivas e reeducação postural.

A terapia de higiene brônquica é um recurso rotineiramente utilizado pelo fisioterapeuta respiratório. Sobre as técnicas desobstrutivas:

a tosse tipo ¨huff¨ ou ¨huffing¨ pode ser usado no pós-operatório para desobstrução broncopulmonar com o objetivo de exigir menor esforço do paciente.

Sobre os músculos respiratórios:

Uma das vantagens do treinamento dos músculos respiratórios com carga linear pressórica é que o treinamento permite manter a mesma carga inspiratória independente do fluxo inspiratório do paciente
No uso de dispositivos para treinamento dos músculos respiratórios com carga alinear pressórica a resistência inspiratória depende do fluxo inspiratório do paciente.
O treinamento dos músculos respiratórios é indicado nas miopatias por uso prolongado de corticóides e nas atrofias por desuso após longo período de uso prótese ventila tória.

A reabilitação cardíaca vem sendo utilizada rotineiramente em decorrência dos evidentes benefícios do exercício para o paciente cardiopata. Sobre os efeitos do condicionamento físico no paciente portador de cardiopatia:

Em longo prazo o condicionamento físico do cardiopata pode levar a um aumento do volume de ejeção sistólica decorrente do aumento do retorno venoso.
A redução resistência vascular periférica pode ser considerada uma das causas da redução da pressão arterial média de repouso após período de condicionamento físico

Considere os módulos ventilatórios utilizados em pacientes submetidos a ventilação mecânica. Sobre o uso do modo Pressão de Suporte:

O volume minuto mínimo do paciente é variável.
É um modo ventilatório ciclado a fluxo.
É o esforço do paciente que determina o volume corrente.

Em relação a Auto-PEEP, avaliada em condições estáticas:

Pode ser causada por: tempo expiratório curto, tubo fino e secreção.
Durante a medida, o paciente deve estar sedado e em uso de bloqueadores neuromusculares.
PEEP externa, utilizada para contrabalançar a PEEP intrínseca só pode ser usada na limitação ao fluxo aéreo.

São vários os protocolos e as técnicas de desmame da ventilação mecânica. São desvantagens do desmame em Tubo T:

Colapso alveolar por ausência de PEEP.
Incapacidade de garantir o volume mínimo.
Falta de controle sobre a FiO2.
Falta de monitorização adequada.

São parâmetros convencionais de desmame da ventilação mecânica invasiva:

PaO2/FiO2 > 200
Pressão inspiratória máxima < -30cmH2o Capacidade Vital > 10 a 15ml/kg

O índice de Tobim é um dos parâmetros utilizados na prática clínica para avaliar a indicação do desmame da ventilação mecânica e envolve as variáveis:

Freqüência respiratória e volume corrente.

A osteoporose pós-traumática, resultante de distúrbio vasomotor e trófico, acompanhada de dor e perda da função da mão é chamada de:

Atrofia de Sudeck.

Na orientação do paciente amputado quanto à marcha em escada, devemos orientá-lo a subir inicialmente de que forma?

Com o membro inferior sadio.

Linfedema é um edema com alto conteúdo protéico que resulta da insuficiência mecânica do sistema linfático. Sobre o linfedema:

Mastectomia com remoção de linfonodos, tumores malignos ou benignos nos vasos linfáticos e cirurgias envolvendo diretamente o sistema linfático podem gerar o linfedema.
Uma das diferenças entre o edema e o linfedema é que o linfedema se apresenta localizado e nunca generalizado, enquanto que o edema pode ser localizado ou sistêmico.
Calor, sauna, banhos de contraste e parafina são tratamentos contra-indicados para pacientes com linfedema.
Com pressão e tempo corretos, a técnica de drenagem linfática manual estimula os vasos linfáticos a contraírem-se com maior freqüência e intensidade.

São objetivos da reabilitação pulmonar:

Diminuição da sensação de dispnéia.
Aumento da tolerância ao exercício físico.
Melhora da qualidade de vida do paciente.

Sobre o desenvolvimento motor normal, é CORRETO afirmar:

Aos três meses de vida, a criança já é capaz de erguer sua cabeça em decúbito ventral.

Qual recurso fisioterapêutico está contra-indicado no tratamento de linfedema de membro superior após cirurgia de câncer de mama?

Ondas Curtas.

Em relação ao estudo urodinâmico:

O estudo urodinâmico visa analisar o funcionamento do trato urinário baixo.
Durante a cistometria de infusão, o fluxo máximo deve ser considerado normal acima de 15 ml/s.
Durante a cistometria de infusão, é possível avaliar o tipo de incontinência urinária de esforço que o indivíduo apresenta.

O tratamento integral de um paciente com hanseníase compreende a poliquimioterapia (PQT), seu acompanhamento para identificar e tratar as possíveis intercorrências e complicações, além de prevenir e tratar as incapacidades físicas. Com relação à prevenção e tratamento de incapacidades físicas, é CORRETO afirmar:

No caso de perda de sensibilidade protetora das mãos, o paciente deve ser orientado a adaptar os instrumentos de trabalho e condicionar o uso da visão ao movimento das mesmas para evitar ferimentos e/ou queimaduras.

Tanto as técnicas simples como os procedimentos de auto cuidados são selecionados a partir dos sinais e sintomas apresentados pelo paciente com hanseníase. Quanto à prevenção e tratamento de incapacidades físicas na hanseníase:

Em presença de dor neural aguda, deve-se imobilizar o membro até a remissão do sintoma.
Em caso de dor à palpação do nervo ou aos esforços, é recomendada a redução da sobrecarga no nervo durante a realização das atividades.
Em presença de diminuição da sensibilidade dos olhos, mãos e pés, deve-se acompanhar a alteração de sensibilidade e orientar o indivíduo quanto à auto cuidados.

Com relação à Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde – CIF:

Um dos objetivos da CIF é permitir a comparação de dados entre países, entre disciplinas relacionadas à saúde, entre serviços e em diferentes momentos ao longo do tempo.
A CIF pertence à “família” das classificações internacionais e fornece um sistema para a codificação de uma ampla gama de informações sobre saúde, tais como funcionalidade e incapacidade.
Como a CIF é uma classificação da saúde e dos aspectos relacionados à saúde, ela pode ser usada por seguradoras, previdência social e desenvolvimento geral de legislações e modificação ambiental.

A osteoporose é uma síndrome clínica na qual o peso da massa óssea é menor que a esperada em um indivíduo de determinada idade, raça e sexo, resultando em fragilidade óssea.

As fraturas mais freqüentemente observadas na osteoporose tipo I são as fraturas vertebrais e a fratura de Colles.
A osteoporose tipo II é observada em pessoas de ambos os sexos acima de 70 anos e resulta, principalmente, da diminuição da formação de substância óssea nova.
A osteoporose tipo I caracteriza-se por um período de perda óssea acelerada, sobretudo de substância óssea trabecular.

Em relação à instabilidade postural e quedas em idosos:

São umas das causas mais freqüentes de trauma no idoso.
A freqüência das quedas aumenta com o avançar da idade.
Sua ocorrência pode apresentar relação com fatores intrínsecos, ou seja, fatores ligados ao estado de saúde do idoso e uso de medicamentos.

No que se refere à marcha do idoso:

A redução da velocidade da marcha em idosos tem sido atribuída à diminuição da amplitude dos passos e não à cadência dos mesmos.
Em indivíduos idosos, há uma diminuição do momento de força dos flexores plantares, acarretando uma diminuição na velocidade da marcha.
O período de duplo apoio da marcha é mais estável e, em idosos com quedas repetidas ou medo de quedas, esse período encontra-se aumentado.

Deve constar no plano de tratamento fisioterapêutico do paciente idoso com osteoartrite:

Exercícios de fortalecimento muscular
Educação do paciente para lidar com a doença
Orientação quanto ao uso de calçado adequado
Exercícios de condicionamento aeróbico
Adaptações para facilitar as AVD’s

Sobre as Doenças Neuromusculares:

Na Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), podemos descrever 3 fases, de acordo com o estágio da doença. Na fase I, o paciente apresenta fraqueza muscular leve até fraqueza seletiva grave nos tornozelos, punhos e mãos e fácil fatigabilidade com caminhadas de longas distâncias.

Nas lesões cerebelares, há degradação da coordenação dos movimentos e do controle postural.

Relaciona-se o espinocerebelo à diminuição de tônus ou hipotonicidade.
Os pacientes com atrofia cerebelar tardia quase nunca caem, apesar de terem distúrbios graves na postura e na marcha.
As atividades para redução temporária da dismetria nas lesões cerebelares incluem exercícios de Frenkel, facilitação neuromuscular proprioceptiva, uso de peso em extremidades e biofeedback.

Sobre a Esclerose Múltipla (EM). Princípio de treinamento para um programa de fortalecimento muscular:

Grupos musculares não-comprometidos devem ser fortalecidos ao máximo.
Pesos leves podem auxiliar a estabilização, se o paciente tiver tremores importantes.
Para melhorar a força funcional, os exercícios devem ser feitos à resistência submáxima com repetições freqüentes.

Em relação ao tratamento fisioterapêutico na Doença de Parkinson:

Os exercícios de maior sucesso parecem ser aqueles que incorporam respostas dependentes de contexto e de um ambiente variado, que melhoram muitas das disfunções associadas ao parkinsoniano.

Sobre a Hemiplegia, após Acidente Vascular Cerebral:

As mudanças no alinhamento e mobilidade são descritas como deficiências secundárias que interfere no movimento funcional.

A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) têm por objetivos:

Fornecer um esquema de codificação para Sistemas de Informações de Saúde.
Estabelecer uma linguagem comum para a descrição de saúde e dos estados relacionados a ela.
Proporcionar uma base científica para compreensão e estudo da saúde e das condições relacionadas a ela, de seus determinantes e efeitos.

Uma deficiência leve de força muscular de um lado do corpo (b7302.1) é classificada na CIF como:

Função relacionada à força muscular, com um qualificador genérico, da gravidade da deficiência.

Com relação ao ganho de força muscular:

A força muscular é proporcional ao diâmetro transversal do músculo; quanto maior o diâmetro transversal, maior será a força que é capaz de gerar.

Sobre as técnicas de alongamento:

O alongamento balístico é um alongamento de alta velocidade e alta intensidade caracterizado pelo uso de movimentos rápidos e vigorosos.
Quando uma força de alongamento é aplicada lentamente e sustentada por um período de tempo, durante o alongamento estático de um músculo, os OTGs que monitoram a tensão criada pelo alongamento de uma unidade musculotendínea disparam e inibem a tensão no músculo, permitindo que o elemento elástico se alongue.
O tecido conjuntivo apresenta características de materiais viscoelásticos; sendo assim, respondem bem ao alongamento mecânico que utiliza procedimentos de alongamento com cargas de baixa magnitude, aplicadas a baixa velocidade, por um longo período de tempo.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO