Hydrocollator

DEFINIÇÃO

Forma de calor superficial e úmido, que é emitido através de unidades (bolsas), onde são imersas e aquecidas na água com temperatura entre 45°c e 65°c, a partir de um recipiente feito de aço inoxidável de alta qualidade e termostato de controle da temperatura.
Obs: As “bolsas” contém bentonite (tipo de substância natural mineral hidrocolóide, que fornece isolamento e absorção térmica, além de ser impermeável a líquidos e bactérias), envolta em um tecido mesclado de algodão.

OBJETIVO

Preparar a região afetada ou acometida ao tratamento cinesioterapêutico e auxiliar à diminuição de quadros álgicos locais.
Através do aumento da temperatura causado com a colocação da “bolsa”, vai ocorrer uma vasodilatação, local das arteríolas e capilares, acelerando o metabolismo celular e o limiar de terminações nervosas sensitivas, melhorando a elasticidade tecidual (ligamentos, cápsulas e músculos) além da diminuição da dor.

INDICAÇÃO E CONTRA INDICAÇÃO

Indicações

Artralgias, artrite (fase crônica), artrose, bursite (fase crônica), braquialgias, contusão, distensão, dorsalgia, lombalgias, mialgias, contraturas, espondilite, entorse (após 48 horas), fibrose, pós-gesso, pré cinesioterapia, transtornos tróficos leves, miogelose.

Contra-Indicação

Diminuição ou perda da sensibilidade, áreas anestesiadas, transtornos circulatórios graves antes de 48 horas(edema traumático), processo inflamatório agudo, feridas abertas, estados febris.

MATERIAL NECESSÁRIO

Maca ou cadeira de tratamento;
Suporte ou mesa para a colocação do recipiente(caixa de aquecimento do Hydrocollator);
Pano ou toalha para envolver a “bolsa” e para enxugar possível umidade no local do tratamento.

ORIENTAÇÃO AO PACIENTE PRÉ-PROCEDIMENTO

Explicar ao paciente a duração da aplicação e do grau de temperatura adequado. Caso sinta queimar, avisar imediatamente para retirar a “bolsa” ou removê-la momentaneamente, colocando-a novamente a uma temperatura mais agradável.
De preferência, testar a sensibilidade térmica e dolorosa do paciente.

DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO

Posicionar o paciente adequadamente;

Retirar anéis, pulseiras ou qualquer material de metal sobre a região a ser tratada;

Testar a sensibilidade térmica e dolorosa do paciente;

Colocar uma toalha envolta ao “hydro” ou sob a região a ser tratada a fim de conter o calor da “bolsa” e proteger o paciente;

Explicar a sensação de calor agradável;

Acomodar a “bolsa” no local desejado;

Marcar o tempo de aplicação (10 a 20 minutos);

Após aplicação, verificar possíveis alterações;

Enxugar a área (tirar a umidade do local).

PONTOS CRÍTICOS E RISCOS

Ocorrer queimaduras devido ao calor excessivo, desconforto pela hipersensibilidade ao calor e sensações de coceira no local tratado.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO