Massagem e funções hormonais

Segundo Lewis, toda excitação da pele libera um hormônio tissular - a substancia H - que, a exemplo da histamina, provoca a vasodilatação dos capilares; e que, para outros autores, no entanto, a substancia ativa liberada na pele sob influência da massagem e bem semelhante a da colina e estimularia mais particularmente o sistema parassimpático. A colina liberada pela massagem faz sentir sua ação profundamente, isto e, na altura dos músculos esqueléticos, cujo tônus diminui quando acrescido de uma lesão qualquer. Assim, a massagem deveria a uma influência hormonal o fato de provocar a diminuição das contraturas musculares.

O relaxamento profundo supostamente aumenta a estimulação parassimpática, e parece que, quanto mais relaxado o individuo torna-se durante e após a massagem, maior a estimulação. O hipotálamo controla a maior parte do sistema nervoso autônomo e o integra ao sistema endócrino. A massagem diminui os estados de hiperalgesia. Trata-se de uma ação da colina, que e um estimulante do sistema parassimpático.

Assim, uma ampla e direta excitação dos tegumentos liberam acetilcolina ou histamina. No entanto, este fenômeno e mais complexo do que parece, pois a liberação de produtos hormonais por segmentos anatômicos da pele provoca fenômenos histamínicos variáveis de acordo com cada individuo, com o estado de sua neurotonia e de seu equilíbrio neurovegetativo.

Na pratica, o que se observa e uma tensão muscular e pontos dolorosos provocados pela alteração do metabolismo local.

Esta alteração em nível muscular gera um ciclo conhecido como ciclo “dor-tensão", onde, para proteger a região dolorida, o individuo imobiliza segmentos corporais, aumentando a tensão muscular no mesmo, provocando mais dor e, assim, sucessivamente. Tem sido sugerido que a massagem ajuda a romper o ciclo da dor por seus efeitos mecânicos e reflexos e pela melhora na circulação.

A massagem leve, superficial, atua na dessensibilização da pele aumentando, momentaneamente, a circulação; a massagem vigorosa, profunda, quando realizada por tempo prolongado, provoca no indivíduo massageado um estado de cansaço e relaxamento, com queda da pressão arterial. As respostas às amplas excitações dos tegumentos, transmitidas por via nervosa e humoral são infinitamente variáveis em sua intensidade de acordo com os indivíduos.

Assim, a ação terapêutica em matéria de massagem deve ser realmente precisa, delicada e graduada.

Autores: Cláudia Marchetti Vieira da Cruz, Fátima Aparecida Caromano

1 Comentário:

Massagem infantil disse...

Obrigada por utilizar nossa referência. Vamos trocar conhecimentos. A fisioterapia precisa disto

Postar um comentário

Identifique-se para uma troca saudável

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO