Substâncias neuroendócrinas influenciadas pela massagem

Dopamina: influencia a atividade motora que envolve o movimento (especialmente o movimento delicado aprendido, como o de escrever), a seleção consciente (capacidade de concentrar a atenção) e o humor em termos de inspiração, intuição de possibilidade, alegria e entusiasmo. Efeitos opostos são resultantes de baixos níveis de dopamina. A massagem parece aumentar o nível de dopamina disponível no corpo.

Serotonina: permite que uma pessoa mantenha um comportamento adequado - regula o humor, atenção a pensamentos e efeitos calmantes, reduz a irritabilidade, envolve a saciedade, modula o ciclo de sono/vigilia. Acredita-se que a massagem aumenta o nível disponível de serotonina.

Epinefrina/adrenalina e norepinefrina/noradrenalina: a epinefrina ativa mecanismos de excitação no corpo e a norepinefrina funciona mais no cérebro. São substancias químicas da ativação, excitação, do alerta e do alarme e em todos os comportamentos e funções de excitação simpática.

Os baixos níveis destas substancias tornam o individuo moroso, sonolento e com baixa reatividade. Parece que a massagem tem um efeito regulador sobre estas substancias por meio da estimulação ou inibição do sistema nervoso parassimpático, ou seja, dependendo da resposta do SNA, a massagem pode despertar uma pessoa com facilidade e aliviar a fadiga ou pode acalmar uma outra que esta furiosa, pois inicialmente o toque estimula o sistema nervoso simpático; após quinze minutos, em media, com uma estimulação sustentada e que ocorre o engajamento das funções parassimpáticas.

Encefalinas / endorfinas: são levantadoras de ânimo que dão suporte as saciedades e modulam a dor. A massagem aumenta os níveis destas substancias.

Ocitocina: hormônio relacionado aos sentimentos de atração e de tomar conta, bem como durante a gravidez e a lactação. A massagem tende a aumentar o nível disponível desta substancia

Cortisol: este e outros glicocorticóides são hormônios produzidos pelas glândulas supra-renais e tem sido relacionado a sintomas e doenças associadas ao estresse, inclusive estados de imunidade suprimida, perturbações do sono e aumentos no nível da substancia P. A massagem reduz os níveis destas substancias.

Hormônio do crescimento: promove a divisão celular e, em adultos, atua nas funções de regeneração e reparação de tecido. E mais ativo durante o sono. A massagem dinamiza, de maneira indireta, a disponibilidade deste hormônio, encorajando o sono e reduzindo o nível de cortisol. A produção deste hormônio foi observada em bebes que foram tocados.

Autores: Cláudia Marchetti Vieira da Cruz, Fátima Aparecida Caromano

2 Comentários:

Louise Tommasi disse...

Não há o que acrescentar no que é simples e bem escrito. Obrigada por esta ponte e fonte de conhecimento.
Grande abraço e excelente semana.

Adm. Blog disse...

Obrigada pela gentileza Louise, adorei seus blogs.
Abraços

Postar um comentário

Identifique-se para uma troca saudável

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO