COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG

Protocolo Suporte Básico de Vida

1. SEGURANÇA NO ATENDIMENTO



Regra dos três "esses":

• Situação
• Cena do Acidente (Scene)
• Segurança

o Segurança do socorrista
o Segurança do transeunte
o Barreiras de proteção

2. AVALIAÇÃO PRIMÁRIA

Visa checar os sinais vitais do acidentado/vítima e tratar condições que o colocam em risco iminente de vida. Para melhor avaliação adota-se uma seqüência alfabética (A,B,C,D,E ).

A:



Imobilizar a coluna cervical (pescoço) em toda vítima que recebeu descarga de energia (trauma);

Desobstruir as vias aéreas:

• Tração de mandíbula (Jaw Thrust ou Chin Lift)
• Hiperextensão do pescoço em casos clínicos (negativo em suspeita de lesão cervical)
• Manobra de Heinlich (obstrução por corpo estranho)

B:



Verificar a Respiração:

• VOS - Ver, ouvir, sentir;
• Usar cânula de guedel em vítimas inconscientes;
• Suporte ventilatório com oxigênio de 12 a 15l/min;
• Se for preciso iniciar reanimação ventilatória.

C:

Verificar a Circulação:

• Pulso carotídeo (pescoço);
• Se for preciso iniciar reanimação cardíaca;
• Efetuar o controle de hemorragias;
• Prevenir ou tratar o Estado de Choque.

D:



Avaliar o nível de consciência através do AVDN:

• Alerta;
• Responde a estímulos verbais;
• Responde a estímulos dolorosos;
• Nulo.

E:



Exposição da vítima:

• Consiste em expor a vítima, retirando ou cortando as vestes no sentido da costura para melhor visualizar as lesões.
• Tratamento de lesões de extremidades.

3. EXAME COMPLEMENTAR

É realizado após a estabilização dos sinais vitais do acidentado. Consiste num exame minucioso, o qual se inicia na cabeça e vai até os pés, na parte anterior (frente) e posterior (costas), identificando fraturas e ferimentos que apesar de sua gravidade não colocam em risco iminente a vida do acidentado. Este exame é dividido em objetivo e subjetivo.

3.1. Subjetivo:

A parte subjetiva é um rol de perguntas direcionadas a complementação da avaliação da vítima.

• Relacionar local do acidente com a posição da vítima;
• Conversar com a vítima, se consciente, fazendo história resumida (nome, idade, como foi o acidente, queixas principais, endereço e telefone);
• Usar o AMPLA (Ambiente , Medicamentos, Passado médico, Líquidos e alimentos e Alergias);
• Conversar com acompanhantes e testemunhas,
• Aplicar a Escala de Glasgow;

ESCALA DE COMA OU DE GLASGOW:



3.2. Objetivo:



• Exame da “cabeça aos pés”;
• Sinais vitais: respiração, pulso, pupilas, perfusão capilar, pressão arterial, nível de consciência;

4. REAVALIAÇÃO E MONITORAÇÃO

É realizado por um ou mais socorristas durante o transporte da vítima até a chegada da mesma ao hospital de referência. Os principais procedimentos são:

• Aspiração de secreções das vias aéreas com o material adequado e disponível;
• Controle dos sinais vitais através do pulso-oxímetro;
• Aplicação da oxigenoterapia. Em vítimas de trauma é de 12 a 15l por minuto.
• Controle da temperatura corporal através do cobertor aluminizado e/ou de lã.

3 Comentários:

junio disse...

faltou a letra c.

Concurso e Fisioterapia disse...

Obrigada Junio, já editado com correção.

Abraços

Mariana disse...

Olá Tânia,

Obrigada por ter me mandado a apostila!!!

Valeu!!!!!!

Mariana

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Postagens populares

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IV - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO