Dor torácica - mapa mental

Conceitos básicos

As causas mais comuns de dor torácica estão relacionadas aos sistemas:
Cardiovascular
Pulmonar
Gastrintestinal

Para se determinar sua origem com precisão é necessário uma boa anamnese e investigar as suas características semiológicas

Cardiovascular

Angina de peito

Mecanismo:
Isquemia miocárdica temporária
Pode ser secundária a um estreitamento das artérias por aterosclerose coronariana

Localização:
Retroesternal ou atravessando a região anterior do tórax
Pode apresentar irradiação para os ombros, braços, pescoço, região inferior da mandíbula ou parte superior do abdome

Qualidade:
Compressiva, em aperto, em peso e ocasionalmente em queimação

Intensidade:
Leve a moderada, algumas vezes descrita mais como um desconforto do que como uma dor

Cronologia:
Pode levar de 1 a 3 minutos
Episódios prolongados podem levar até 20 minutos

Fatores agravantes:
Esforços físicos, sobretudo no frio
Refeições
Tensão emocional
Pode ocorrer em repouso

Fatores atenuantes:
Repouso
Nitroglicerina

Sintomas associados:
Às vezes dispnéia, náuseas e vômitos

Infarto do miocárdio

Mecanismo:
Isquemia miocárdica prolongada, resultando em lesão muscular irreversível (necrose)

Localização:
Retroesternal ou atravessando a região anterior do tórax
Pode apresentar irradiação para os ombros, braços, pescoço, região inferior da mandíbula ou parte superior do abdome

Qualidade:
Compressiva, em aperto, em peso e ocasionalmente em queimação

Intensidade:
Quase sempre dor intensa

Cronologia:
De 20 minutos a várias horas

Sintomas associados:
Náuseas, vômitos, sudorese e fraqueza

Pericardite

Mecanismo:
Irradiação da pleura parietal adjacente ao pericárdio
Mecanismo indeterminado

Localização:
Precordial, podendo haver irradiação para o ombro ou pescoço
Retroesternal

Qualidade:
Aguda e intensa

Intensidade:
Quase sempre dor intensa

Cronologia:
Persistente

Fatores agravantes:
Respiração
Mudança de posição
Tosse
Decúbito dorsal

Fatores atenuantes:
Sentar-se inclinado para frente pode aliviá-la

Sintomas associados:
Aqueles relacionados à doença de base

Aneurisma dissecante da aorta

Mecanismo:
Separação das camadas da parede da aorta, formando um canal

Localização:
Tórax anterior com irradiação para o pescoço, costas ou abdome

Qualidade:
Dilacerante

Intensidade:
Muito intensa

Cronologia:
Início súbito alcança logo o ponto máximo, persistindo por horas

Fatores agravantes:
Hipertensão

Sintomas associados:
Síncope
Hemiplegia
Paraplegia
Pulmonar

Traqueobronquite

Mecanismo:
Inflamação da traquéia e dos brônquios-fonte

Localização:
Esternal ou paraesternal

Qualidade:
Em queimação

Intensidade:
Leve a moderada

Cronologia:
Variável

Fatores agravantes:
Tosse

Sintomas associados:
Tosse

Dor pleurítica

Mecanismo:
Inflamação da pleura parietal
Pode ocorrer na pleurisia, pneumonia, infarto pulmonar ou neoplasia

Localização:
Parede torácica sobre o processo

Qualidade:
Aguda e intensa

Intensidade:
Quase sempre dor intensa

Cronologia:
Persistente

Fatores agravantes:
Respiração
Mudança de posição
Tosse

Fatores atenuantes:
Deitar sobre o lado afetado pode melhorar a dor
Sintomas associados:
Aqueles relacionados à doença de base

Referências: Bates Propedêutica Médica, Lynn S. Bickley, Peter G. Szilagyl, 8a. ed, Guanabara Koogan, 2005
Exame clínico, Bases para a prática médica, Celmo Celeno Porto, 5a. ed., Guanabara Koogan, 2004

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO