Goniometria do quadril

Flexão

Ocorre no plano sagital entre a cabeça do fêmur e o acetábulo do ilíaco.
Amplitude articular com o joelho fletido: 0°-125° (Marques, 2003; Palmer & Epler, 2000) e 0°-135° (Magee, 2002).

Flexão do quadril com Joelho Fletido
Flexão do Quadril com Joelho Fletido

Flexão do Quadril com Joelho Extendido
Flexão do Quadril com Joelho Extendido

Precauções

Manter o membro oposto plano sobre a mesa para controlar a inclinação pélvica posterior;
Evitar a movimentação lombossaccra.

Extensão

Ocorre no plano sagital.
Amplitude Articular: 0°-10° (Marques, 2003); 0°-10/15° (Magee, 2002; Palmer & Epler, 2000).

Extensão do quadril
Precauções

O indivíduo deverá manter as EIASs planas sobre a mesa para se ter certeza de que o movimento irá ocorrer nas artic. do quadril e não nas vértebras lombares;
Evitar a inclinação pélvica anterior.

Abdução

Na posição anatômica, o movimento ocorre no plano frontal.
Amplitude Articular: 0°-45° (Marques, 2003; Palmer & Epler, 2000) e 0°-30/50° (Magee, 2002).

Abdução do quadril
Precauções

Evitar a rotação medial ou lateral na articulação do quadril;
Evitar a inclinação lateral da coluna.

Adução

Na posição teste, o movimento de adução ocorre no plano frontal.
Amplitude Articular: 0°-15° (Marques, 2003); 0°-30° (Magee, 2002), 0°-20/30° (Palmer & Epler, 2000).

Adução do quadril

Precauções

Evitar a rotação medial do quadril;
Evitar a inclinação lateral da coluna.

Rotação Medial

Na posição teste, o movimento de rotação medial ocorre no plano transversal.
Amplitude Articular: 0°-45° (Marques, 2003); 0°-30/40° (Magee, 2002), 0°-30/45° (Palmer & Epler, 2000).

Rotação Medial do quadril
Precauções

Evitar a rotação e a inclinação lateral da pelve para o mesmo lado;
Evitar que a pelve se afaste da mesa;
Na posição sentada evitar a flexão contralateral do tronco;
Evitar a adução na artic. do quadril.

Rotação Lateral

Na posição anatômica, o movimento de rotação medial ocorre no plano transversal.
Amplitude Articular: 0°-45° (Marques, 2003); 0°-40/60° (Magee, 2002), 0°-30/45° (Palmer & Epler, 2000).

Rotação Lateral do quadril
Precauções

Evitar a rotação da pelve para o lado oposto;
Evitar a adução do quadril;
Evitar a inclinação contralateral da pelve;
Evitar a flexão ou rotação ipsilateral do tronco.

Profª. Dra. Sílvia Maria Amado João

8 Comentários:

Anônimo disse...

Ta Tudo errado! verifique a posição correta do goniômetro o braço fixo está fazendo a função do móvel.

J aluna do 7º semestre de Fisioterapia disse...

Na verdade se o goniômetro for posicionado corretamente no eixo do movimento, não importa qual é a haste fixa e qual é a móvel, desde que a pessoa que está avaliando seja capaz de identificar no final do movimento qual foi a amplitude do mesmo.

Anônimo disse...

eh isso mesmo

igor veloso
4°periodo
funorte
montes claros-mg

Vagner Almeida disse...

Bom material só falta braço fixo e móvel que estrutura anatomica fica

Victor disse...

Será que não tem como colocar as estruturas onde ficam os BF, BM e eixo do goniômetro? Fora isto estão de parabéns...

Cínthia Graziela Pinto disse...

Bacana. Pena que todas as fotos estão com o goniômetro posicionado de forma errada.

Maikon Gleibyson disse...

Gente! Pouco importa a posição que está o braço fixo e móvel.. saber a amplitude que é importante

Anônimo disse...

Tudo bem nao importa! Mas tem que ser ensinado corretamente .

Postar um comentário

Identifique-se para uma troca saudável

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO