COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG...COLABORE COM O BLOG

Prova fisioterapia aplicada em pediatria


01 - Extremidades corporais com aspecto cilíndrico associadas ao deslocamento da articulação do quadril, importantes contraturas e articulações rígidas em crianças com a presença de sensibilidade intacta são características de:

(A) Amiotrofia Espinhal do Tipo I.
(B) Acondroplasia Congênita.
(C) Artrogripose Múltipla Congênita.
(D) Disrafismo espinhal.

2 - Os movimentos que podem ser observados em articulações distais nas crianças com mielomeningocele em nível torácico:

I. São movimentos reflexos residuais provenientes dos arcos reflexos locais, não controlados por funções corticais.
II. São movimentos controlados por funções corticais não interrompidos pela lesão medular.
III. Por sua natureza involuntária, podem representar uma forca articular deformadora.
IV. Representam um movimento funcional e útil para recuperação funcional da criança.
V. Por serem um movimento reflexo poucas vezes tem valor para recuperação funcional.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, III e IV.
(B) II, III e V.
(C) II, IV e V.
(D) I, III e V.

03 - Uma criança acompanhada pelo programa de saúde da família de uma cidade do interior, evidenciava lentidão no desenvolvimento da fala e independência motora, mas o menor alcançou a marcha antes de 18 meses. No exame de rotina, aos quatro anos, o agente de saúde observou que o menino demonstrava dificuldades para correr e levantar-se do chão. Em um exame mais minucioso, observou-se discreta queda plantar e hipertrofia de panturrilhas. Que patologia e compatível com a presença desse histórico de sintomas?

(A) Paralisia Cerebral do tipo Diplégica.
(B) Espinha Bífida Oculta.
(C) Distrofia Muscular de Duchenne.
(D) Distrofia Muscular de Becker.

4 - A sigla “XOTR”, utilizada na avaliação de forca muscular de crianças com meningomielocele, representa, respectivamente:

(A) X, presença de movimento; O, ausência de movimento; T, traço de movimento; R, movimento reflexo.
(B) X, ausência de movimento; O, ocorrência de movimento; T, traço de movimento; R, movimento reflexo.
(C) X, ausência de movimento; O, ocorrência de movimento; T, tônus ao movimento; R, reflexos primitivos ao movimento.
(D) X, presença de movimento; O, ausência de movimento; T, tônus ao movimento; R, reflexos primitivos ao movimento.

05 - São sintomas iniciais de insuficiência respiratória em crianças com Distrofia Muscular de Duchenne:

(A) ganho de peso, sono profundo, pele rosada, anorexia.
(B) cansaço diurno, sono irregular, anorexia e dores de cabeça.
(C) sono irregular, ganho de peso, anorexia, infecções pulmonares.
(D) apetite normal, sono diurno profundo, dores de cabeça.

06 - Quanto à osteogênese imperfeita, e correto afirmar que

I. O envolvimento musculoesquelético é difuso com arqueamento dos ossos longos.
II. Esclera azulada, disacusia e deficiência de crescimento são sintomas comuns a todos as formas de osteogênese.
III. O tipo II esta freqüentemente associada ao bom prognostico com melhora dos sintomas nos primeiros anos de vida.
IV. Exercícios ativos assistidos e exercícios resistidos não devem ser incorporados a medida que a criança fica mais velha.
V. As crianças devem usar órteses de posicionamento em membros inferiores quando desenvolvem a habilidade de sentar independente.

Estão corretas as afirmativas

(A) I, II e IV.
(B) I, III e IV.
(C) I, II e V.
(D) I, III e V.

07 - São complicações do tratamento com equipamento de Pavilik na Displasia Congênita de Quadril:

(A) necrose avascular da cabeça femoral, paralisia do nervo femoral e luxação anterior.
(B) necrose avascular da cavidade acetabular, paralisia do nervo femoral e luxação anterior.
(C) necrose avascular da cabeça femoral, paralisia do nervo ciático e luxação inferior.
(D) necrose avascular da cabeça femoral, paralisia do nervo femoral e luxação inferior.

08 - A leucomalácia periventricular refere-se à necrose da substancia branca em áreas próximas aos ventrículos laterais, em crianças que sofreram encefalopatia hipóxico isquêmica. Sabendo disso, qual a forma de paralisia cerebral mais comumente associada a esse quadro neurológico?

(A) Quadriplegia.
(B) Hemiplegia.
(C) Diplegia.
(D) Atetose.

09 - Atrofia muscular espinhal e uma doença caracterizada pela degeneração das células do corno anterior da medula, causando prejuízos a vários grupos musculares dentre os quais podemos destacar fraqueza em

(A) grupos musculares proximais membros e esternohiodeo.
(B) grupos musculares do tronco e músculo diafragma.
(C) grupos musculares proximais dos membros e tronco.
(D) músculo esternotireoideo e músculo diafragma.

10 - Neonatos que necessitaram de reanimação prolongada na sala de parto e realizam respiração espontânea após esse evento, devem ser mantidos em ventilação mecânica por 24 horas ou mais para prevenir algumas alterações.
Indique a alternativa INCORRETA no que tange a esses princípios.

(A) Hiperventilação pulmonar.
(B) Hipertensão pulmonar persistente neonatal.
(C) Edema e hemorragia pulmonar.
(D) Hipoventilação ou apnéia de fundo neurológico.

11 - Considerando a teoria dos sistemas dinâmicos, ao observar uma criança diplégica engatinhando, verificamos variações em seu padrão de movimento à medida que a tarefa é realizada.

Dentre os parâmetros que estarão influenciando tal modificação podemos indicar

(A) espasticidade ao movimento e comprimento dos membros.
(B) velocidade e frequência da oscilação dos movimentos.
(C) comprimento dos membros e velocidade do movimento.
(D) compreensão da tarefa e espasticidade ao movimento.

12 - No tratamento de crianças com artrogripose múltipla congênita, para facilitar a aquisição de tarefas do desenvolvimento, além de outras condutas, são indicados a mobilização articular e o alongamento passivo. Com relação à afirmação acima, marque a opção correta.

(A) O alongamento inicia-se ao nascimento e deve ser realizado, forçando-se a articulação além do limite articular encontrado.
(B) O alongamento inicia-se logo após o nascimento e deve sempre respeitar o limite final da amplitude de movimento.
(C) O alongamento só poderá ser realizado após o período de aproximadamente 6 meses de utilização de aparelho gessado.
(D) O alongamento deve ser iniciado somente após os procedimentos cirúrgicos necessários para não lesar a articulação.

13 - Na avaliação motora inicial da criança com sequela de espinha bífida aberta, é importante

(A) verificar o nível funcional, independente dos resultados encontrados no teste muscular.
(B) considerar os resultados do teste muscular correlacionando com o nível funcional.
(C) considerar que a força muscular residual dependerá do nível intelectual encontrado.
(D) verificar o nível intelectual e correlacioná-lo ao nível funcional encontrado no teste físico.

14 - O avanço na medicina tem proporcionado melhores condições de vida para crianças com distrofia muscular. O uso de corticóides tem sido relatado como um recurso terapêutico de grande valor, entretanto a progressão da doença ainda não pode ser evitada.
Dentre os recursos terapêuticos utilizados pela fisioterapia, é correto afirmar que

(A) exercícios de resistência e alongamentos devem ser estimulados para melhorar a fraqueza muscular e retardar a progressão das contraturas.
(B) exercícios ativos e alongamentos devem ser encorajados e exercícios resistidos desencorajados, em virtude do efeito prejudicial à estrutura muscular.
(C) exercícios ativos e exercícios resistidos devem ser estimulados, desencorajando-se a utilização de alongamentos, em virtude do efeito prejudicial à membrana muscular.
(D) são indicados exercícios ativos livres, resistidos, alongamentos e órteses de posicionamento para melhora da força muscular e retardo dos sintomas.

15 - Durante o processo da doença de Perthes, a terapêutica utilizada e aceita é

(A) manter a mobilidade do quadril tanto quanto possível com o objetivo de prevenir contratura em flexão e adução.
(B) manter a mobilidade do quadril tanto quanto possível com o objetivo de prevenir contratura em rotação e adução.
(C) manter a mobilidade do quadril tanto quanto possível com o objetivo de prevenir contraturas em extensão e adução.
(D) manter a mobilidade do quadril tanto quanto possível com o objetivo de prevenir contraturas em flexão e abdução.

16 - As alterações estruturais anatômicas envolvidas na deformidade em equinovaro congênita são:

(A) deslocamento do navicular, calcâneo e cubóide ao redor do talus.
(B) deslocamento do cubóide, calcâneo e cuneiformes ao redor do talus.
(C) deslocamento do cuneiforme, navicular e cubóide ao redor do talus.
(D) deslocamento do calcâneo, cubóide e cuneiforme ao redor do navicular.

17 - Para evitar a progressão da rigidez do complexo gastrocnêmio-sóleo em crianças com Distrofia Muscular de Duchenne, o(s) melhor (es) recurso(s) é(são)

(A) sessões prolongadas de alongamentos domiciliares, com várias repetições.
(B) a utilização de órteses tornozelo-pé articulada durante 24 horas do dia.
(C) alongamentos regulares e utilização de órteses de posicionamento noturno.
(D) alongamentos associados ao fortalecimento da musculatura antagônica.

18 - No tratamento do bebê com torcicolo muscular congênito à direita, na idade de 4 meses, quais atividades do desenvolvimento motor normal devem ser enfatizadas para o fortalecimento do ECOM alongado?

(A) Rolar de supino para decúbito lateral esquerdo e estimular o controle da elevação da cabeça em prono.
(B) Rolar de supino para decúbito lateral direito e estimular o controle da elevação da cabeça em prono.
(C) Rolar de supino para decúbito lateral esquerdo e incentivar o endireitamento lateral da cabeça para a direita.
(D) Rolar de supino para decúbito lateral esquerdo e incentivar o endireitamento lateral da cabeça para a esquerda.

19 - Considerando a artrite idiopática juvenil é correto afirmar que

I. A hipertermia superficial pode ser usada nessa patologia.
II. Exercícios passivos e alongamento são indicados na fase aguda.
III. Exercícios com resistência progressiva são indicados na fase subaguda.
IV. O paciente deve ser mantido somente em repouso na fase aguda.
V. Exercícios através da isometria são indicados na fase aguda.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, III e V.
(B) I, II e III.
(C) II, IV e V.
(D) II, III e IV.

20 - A paralisia braquial obstétrica do tipo Erb-Duchenne cursa com déficit funcional principalmente para

(A) rotação medial de ombro.
(B) extensão de punho.
(C) rotação lateral de ombro.
(D) extensão de dedos.

21 - A forma de paralisia cerebral na qual a criança apresenta dificuldade na adaptação, aprendizado, execução e ordem cronológica dos atos motores é

(A) hipotônica.
(B) atáxica.
(C) espástica.
(D) atetóide.

22 - A esclerodermia, quando apresenta manifestação inicial de artrite, pode ser confundida com

(A) lúpus eritematoso sistêmico.
(B) artrite idiopática juvenil.
(C) polimiosite.
(D) dermatomiosite.

23 - Em crianças com paralisia cerebral é frequente o distúrbio do processamento sensorial e do controle motor. Os distúrbios motores evidenciados estão relacionados ao envolvimento anormal de determinadas áreas desse processamento.
Sabendo disso, observe as frases abaixo e encontre a alternativa mais indicada:

I. A espasticidade resulta da anormalidade no controle e regulação dessa área.
II. Alterações no circuito de respostas sensoriais e motoras estão ligadas a esse centro de controle, resultando em atetose.
III. O processamento sensorial é a principal função desse centro de controle motor.

(A) Córtex cerebral e cerebelo / gânglios da base e tratos piramidais/ córtex-tálamo.
(B) Córtex cerebral e tratos piramidais/cerebelo / Córtex-gânglios da base-tálamo.
(C) Córtex- gânglios da base-tálamo / cerebelo/Córtex cerebral e tratos piramidais.
(D) Córtex cerebral e tratos piramidais/ Córtex-gânglios da base-tálamo / cerebelo.

24 - O fator determinante para a recuperação funcional das crianças com paralisia braquial de origem obstétrica é o tipo de lesão.
Marque em ordem de melhor prognóstico funcional.

(A) Neuropraxia e axonotmese.
(B) Axonotmese e neurotmese.
(C) Neuropraxia e neurotmese.
(D) Axonotmese e neuropraxia.

25 - Ao indicar o uso de uma órtese para membros inferiores, o fisioterapeuta deve considerar:

I. Amplitude de movimento e alinhamento do pé.
II. Controle estável do tronco e cinturas.
III. Presença de desvios ortopédicos na coluna vertebral.
IV. Nível funcional da criança.
V. Controle de movimento nos membros inferiores.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, II e V.
(B) II, III e IV.
(C) I, IV e V.
(D) II, III e IV

26 - Uma criança com paralisia cerebral, com 8 anos de idade cronológica, apresenta, na avaliação, marcha livre sem utilização de tecnologia assistiva, porém com limitação para chegar até a escola.
Baseado no Sistema de Classificação da Função Motora Grosseira para paralisia cerebral marque o nível correspondente à função dessa criança.

(A) Nível II.
(B) Nível III.
(C) Nível IV.
(D) Nível V.

27 - A predisposição à insuficiência respiratória do sistema respiratório imaturo só NÃO pode ser relacionada

(A) à cavidade torácica arredondada.
(B) por ângulo de inserção do diafragma horizontal.
(C) às infecções do trato respiratório.
(D) à adequada proporção de fibras do tipo I.

28 - Na alta hospitalar de crianças com fratura tibiofibular em uso de imobilização longa, quando há necessidade de prescrição de um dispositivo de assistência de mobilidade, podemos afirmar:

I. Prescrever muletas tem a desvantagem de exigir bom sequenciamento.
II. O andador é estável e inadequado para criança jovem.
III. Prescrever um andador é adequado para crianças impulsivas e obesas.
IV. Prescrever muletas tem a vantagem de permitir rápida movimentação.
V. Prescrever muleta não requer força muscular na perna não afetada.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, II e V.
(B) II, III e IV.
(C) I, III e IV.
(D) II e V.

29 - Quanto aos efeitos colaterais nocivos causados pela aspiração, pode-se indicar que a afirmativa
INCORRETA é:

(A) barotrauma.
(B) aumento da PIC.
(C) pneumotórax.
(D) sinusite.

30 - São características da fibrose cística:

I. Não é uma doença genética letal.
II. Há deficiência de enzimas pancreáticas.
III. Encontramos atelectasias lobares.
IV. Não há presença de cor pulmonale.
V. Ocorre hipertensão pulmonar.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, IV e V.
(B) II, III e V.
(C) I, III e IV.
(D) II, IV e V.

31 - A atelectasia decorrente da insuficiência de níveis adequados de surfactante no bebê prematuro gera

(A) redução da tensão na superfície alveolar e colapso na expiração.
(B) aumento da tensão na superfície alveolar e colapso na expiração.
(C) aumento da tensão na superfície alveolar e colapso na inspiração.
(D) redução da tensão na superfície alveolar e colapso na inspiração.

32 - Quanto ao desenvolvimento motor normal é INCORRETO afirmar que

(A) as mudanças evolutivas que ocorrem são resultantes do desenvolvimento neurológico, influenciado por fatores genéticos e ambientais.
(B) no primeiro ano de vida as aquisições motoras multiplicam-se de forma intensa à medida que a criança se confronta com os estímulos do ambiente.
(C) a variabilidade da expressão motora é menos relevante que a quantidade na expressão dos movimentos durante o desenvolvimento.
(D) nas adaptações posturais e na locomoção todo o corpo reage através de padrões comportamentais, indicando por sua vez um estágio de maturidade.

33 - Observa-se o seguinte na avaliação de uma criança com dez meses de idade cronológica: controle de cabeça e tronco com prejuízo na qualidade de movimento, arrasta-se puxando pelos membros superiores, membros inferiores com grau 2 na Escala de Ashworth modificada. Permanece sentada quando colocada nessa postura, mas não permanece de pé.
Na avaliação, o fisioterapeuta inexperiente descreveu o quadro da seguinte forma:

I. Essa criança apresenta um quadro motor compatível com a idade de 7 meses.
II. O possível fisiodiagnóstico é de uma quadriplegia.
III. Essa criança apresenta um quadro motor compatível com a idade de 4 meses.
IV. O possível fisiodiagnóstico é uma diplegia.
V. Essa criança já deveria estar assumindo o ortostatismo.

Estão corretas as afirmativas
(A) II, III e V.
(B) I, II e V.
(C) I, IV e V.
(D) II, IV e V.

34 - A técnica de desobstrução brônquica que consiste em uma ou duas expirações forçadas, a partir de um volume médio a um volume pulmonar baixo, seguidas de um período de respiração diafragmática relaxada e controlada, é chamada de

(A) técnica de pressão expiratória positiva.
(B) técnica da expiração forçada.
(C) compressão pulmonar de alta frequência.
(D) drenagem autógena.

35 - A lesão por tocotraumatismo do plexo braquial pode estar associada ao Sinal de Horner devido à lesão do gânglio estrelado, caracterizado pela tríade abaixo:

(A) enoftalmia, ptose palpebral e anidrose ipsilateral.
(B) exoftalmia, ptose palpebral e anidrose ipsilateral.
(C) enoftalmia, ptose palpebral e hiperhidrose ipsilateral.
(D) exoftalmia, ptose palpebral e anidrose contralateral.

36 - O nível da lesão interfere na função muscular das crianças com meningomielocele.
Qual alternativa abaixo está correta?

(A) Nível de lesão L1-L3, mantém flexores de joelho.
(B) Nível de lesão S1-S2, mantém flexores de joelho.
(C) Nível de lesão L4-L5, mantém adutores do quadril.
(D) Nível de lesão T6-12, mantém tronco inferior.

37 - Os testes de desenvolvimento vêm sendo utilizados cada vez mais para avaliação de crianças. A construção de cada teste atende a necessidades diferenciadas na análise do desenvolvimento. Observe a relação de testes abaixo e correlacione a idade de aplicação e propriedades psicrométricas com a alternativa correta:

I. TIMP
II. E. ALBERTA
III. PEDI
IV. GMFM

(A) I. 0-18 meses qualitativos / II. 0-6 meses quantitativos / III. 6 meses-7 anos qualitativos / IV. PC qualquer faixa etária quantitativos.
(B) I. PC qualquer faixa etária quantitativo / II. 0-18 meses quantitativos / III. 6 meses-7 anos qualitativos/ IV. 32 meses IG – 3 meses qualitativos.
(C) I. 32 meses IG - 3 meses qualitativos / II. 0-18 meses quantitativos/ III. 6 meses -7 anos qualitativos/ IV. PC 0-5 anos quantitativo.
(D) I. 32 meses IG - 3 meses qualitativos / II. 0-18 meses quantitativos/ III. 6 meses-7 anos qualitativos/ IV. PC qualquer faixa etária quantitativo.

38 - Em crianças com paralisia cerebral, os padrões anormais interferem em vários aspectos do controle do movimento, EXCETO:

(A) diminuição na produção de força e tempo de contração muscular prolongada.
(B) atraso na iniciação do movimento e alteração na ativação antagonista/agonista.
(C) aumento na produção de força e diminuição do tempo de contração.
(D) harmonia e segmentação do movimento, seletividade funcional.

39 - Várias teorias de controle motor foram desenvolvidas e estudadas para explicar o desenvolvimento. Dentre essas, a Teoria dos Sistemas Dinâmicos emerge como uma das mais atuais para explicar esse fenômeno.
Observe as afirmativas abaixo e, indique aquelas que correspondem a essa teoria

I. O comportamento coordenado é flexivelmente montado, não existe um plano pré-estruturado no cérebro.
II. O sistema nervoso é o principal controlador do desenvolvimento motor, o ambiente não afeta o desenvolvimento.
III. Pela ação integrativa do SNC, os reflexos são responsáveis pela construção do comportamento complexo.
IV. Os seres humanos desenvolvem habilidades motoras de uma forma invariável e sequencial predeterminada.
V. O comportamento motor é resultante da interação entre indivíduo, ambiente e atividade-tarefa.

(A) afirmativas I e IV.
(B) afirmativas III e V.
(C) afirmativas II e IV.
(D) afirmativas I e V.

40 - Dentre as patologias abaixo, indique a alternativa em que todas estão associadas ao quadro convulsivo.

(A) Encefalopatia hipóxico-isquêmica, síndrome de West e distrofia muscular.
(B) Hemorragia intracraniana, meningite e síndrome de Lennox Gastault.
(C) Encefalopatia hipóxico-isquêmica, encefalite e amiotrofia espinhal.
(D) Anomalia cerebral congênita, infarto cerebral e osteogênese imperfeita.

41 - A displasia broncopulmonar é uma condição patológica frequente em crianças prematuras. Os estudos atuais identificam o desenvolvimento do quadro de duas formas: clássica e atípica.
Sabendo disso, que sintoma não está presente na forma atípica?

(A) Espaços aéreos distais ou sáculos dilatados.
(B) Ausência de alveolização ou hipoplasia alveolar.
(C) Hiperplasia da musculatura lisa das vias aéreas.
(D) Dismorfismo vascular ou alteração nos capilares.

42 - As diferenças de aquisição motora entre crianças prematuras e nascidas a termo são largamente documentadas.
Dentre essas, pode-se dizer que são características dos prematuros as seguintes afirmações:

I. Tônus muscular do prematuro é comumente diminuído.
II. Não há diferença na sequência das aquisições motoras, mas na idade de aparecimento.
III. O prematuro apresenta menor amplitude de movimento em membros superiores.
IV. Tem boa atividade muscular espontânea no tronco e membros inferiores.
V. Sentados, apresentam cabeça anteriorizada e estendida.

Estão corretas as afirmativas
(A) II, III e V.
(B) I, II e V.
(C) I, III e IV.
(D) II, IV e V.

43 - São sinais de angústia respiratória leve:

(A) Grunhido e ardência nasal.
(B) Bradicardia e sudorese.
(C) Grunhido e cianose.
(D) Taquipnéia e taquicardia.

44 - Quais os componentes da marcha relacionados abaixo são utilizados para avaliar uma criança com paralisia cerebral?

I. Base alargada de apoio e mecanismo do pé e joelho.
II. Inclinação e rotação pélvica.
III. Toque de calcanhar na fase final do balanço.
IV. Extensão do joelho no apoio médio.
V. Movimento sincronizado das extremidades superiores.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, II e IV.
(B) I, II e V.
(C) II, III e V.
(D) II, III e IV.

45 - Em uma criança com bronquiolite aguda é reconhecido que a fisioterapia não pode alterar o curso normal da doença, EXCETO quando associada à

(A) infecção.
(B) coqueluche.
(C) tuberculose.
(D) escoliose.

46 - Considere o conhecimento das características dos tipos de paralisia cerebral abaixo descritos.

I. Na paralisia cerebral do tipo atetóide, observam-se movimentos intencionais.
II. Na paralisia cerebral do tipo atáxica, há déficit na aplicação programada da força muscular.
III. Na paralisia cerebral do tipo atetóide aparecem atos motores com amplitude articular inadequada.
IV. Na paralisia cerebral do tipo atáxica, não observa-se distúrbio de percepção.
V. Na paralisia cerebral do tipo distônica, adotam-se posições anormais involuntárias.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, III e IV.
(B) I, II e V.
(C) III, IV e V.
(D) II, III e V.

47 - Dentre os aspectos do controle motor que estão relacionados à atividade muscular excessiva e desnecessária, encontradas no desenvolvimento motor imaturo, marque a alternativa abaixo que não está relacionada a esses fenômenos.

(A) Movimento associado.
(B) Reação associada.
(C) Isometria.
(D) Movimento espelho.

48 - A dificuldade motora evidenciada por uma criança com DMD, quando é solicitada para levantar-se do chão, é chamada manobra de Gower e está relacionada à

(A) hipotonia muscular proximal.
(B) fraqueza muscular distal.
(C) hipotonia muscular global.
(D) fraqueza muscular proximal.

49 - Criança de 8 meses de idade cronológica, nascida de parto prematuro com 24 semanas de idade gestacional, permaneceu em UTIN por aproximadamente 3 meses. Na alta hospitalar, foi encaminhada para o tratamento fisioterapêutico. Ao exame, observa-se que a criança eleva a cabeça em prono a 45º por curtos períodos, mas não mantém o controle, voltando a cabeça lateralmente para a direita. Em supino, interessou-se principalmente pela face humana, mas teve dificuldades para acompanhar os objetos. Não leva as mãos à linha média para alcançar o brinquedo, mas as toca eventualmente no centro do corpo. Puxada para sentar, não acompanha o movimento, participando apenas nos últimos 15º da manobra.
Sentada com apoio do terapeuta, eleva a cabeça à posição vertical, mas não mantém. De pé, observa-se intensa extensão em membros inferiores, desfaz a posição com flexão de joelhos.
Assinale a alternativa correta após identificar a idade corrigida e com que idade o comportamento motor é compatível.

(A) 4 meses de idade corrigida e 2 meses de comportamento motor.
(B) 6 meses de idade corrigida e 3 meses de comportamento motor.
(C) 8 meses de idade corrigida e 2 meses de comportamento motor.
(D) 4 meses de idade corrigida e 6 meses de comportamento motor.

50 - A escolha da órtese para membros inferiores adequada obedecerá a critérios de acordo com as dificuldades apresentadas pela criança e objetivo funcional a ser facilitado.
Sendo assim, os seguintes tipos de órteses correspondem às respectivas indicações:

I. Órtese dinâmica tornozelo-pé diminui a flexão plantar excessiva, melhora os membros inferiores e pelve durante ortostatismo e marcha.
II. Órtese articulada tornozelo-pé permite a dorsiflexão livre interrompendo a flexão plantar durante a marcha.
III. Órtese não articulada tornozelo-pé indicada para permitir o movimento de dorsiflexão livre durante o ortostatismo e a marcha.
IV. Órtese supramaleolar para estabilizar o tornozelo e limitar o movimento da tíbia em crianças que deambulam.
V. Órteses de reação ao solo indicada quando a extensão completa do joelho não pode ser alcançada passivamente.

Estão corretas as afirmativas
(A) I, III e V.
(B) I, II e IV.
(C) II, IV e V.
(D) II, III e IV.

Prova do concurso público de admissão ao ingresso de novos oficiais de saúde da polícia militar do ESTADO DO RIO DE JANEIRO / 2010

Gabarito

1- C 2- D 3- C 4- A 5- B 6- C 7- D 8- C 9- C 10- A 11- B 12- A 13- B 14- B 15- A 16- A 17- C 18- D 19- A 20- C 21- B 22- B 23- D 24- A 25- C 26- A 27- D 28- C 29- D 30- B 31- A 32- C 33- C 34- B 35- A 36- B 37- D 38- C 39- D 40- B 41- C 42- B 43- D 44- C 45- A 46- D 47- C 48- D 49- A 50- B

Questões de 1 a 10 comentadas acessem o link O Guia do Fisioterapeuta

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Postagens populares

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IV - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO