Simulado Fisioterapia Respiratória


1- Assinale a alternativa correta, que corresponde ao valor do Índice de Respiração Rápida e Superficial (IRRS), favorável ao desmame de um paciente com os seguintes parâmetros: volume minuto de 10 litros e frequência respiratória 25 ipm.

A) IRRS: 62
B) IRRS: 40
C) IRRS: 78
D) IRRS: 54
E) IRRS: 38

2- Um paciente de 70 anos deu entrada na emergência de um hospital e sua avaliação gasométrica revelou o seguinte resultado: pH 7.22; PCO² 62 mmHg; HCO³ 32 mEq/L; PaO² 57 mmHg. Assinale a afirmativa correta que elucida essa gasometria.

A) Acidose metabólica com hipoxemia.
B) Insuficiência ventilatória crônica com hipoxemia.
C) Hiperventilação alveolar aguda com hipoxemia.
D) Insuficiência ventilatória aguda com hipoxemia.
E) Alcalose respiratória sem hipoxemia.

3- São considerados critérios de exclusão para aplicação da VPPNI em pacientes com insuficiência respiratória aguda, EXCETO:

A) instabilidade hemodinâmica ou cardíaca.
B) traumas e queimaduras faciais.
C) pacientes hipersecretivos com risco de broncoaspiração.
D) diminuição persistente do nível de consciência.
E) hipoxemia, cianose e hipercapnia grave.

4- Um paciente partindo do volume de reserva expiratório conseguiu inspirar as três bolinhas do aparelho incentivador inspiratório (RESPIRON) e sustentá-las durante três segundos. Considerando que cada bolinha representa 300 cc/seg de fluxo de ar, assinale a alternativa correta que corresponde à capacidade inspiratória do paciente.

A) 1.800 mL.
B) 2.700 mL.
C) 900 mL.
D) 1.200 mL.
E) 2.300 mL.

5- Ocorre uma forma de respiração com alteração crescente e decrescente da amplitude respiratória (aumento do volume corrente) com intervalos da apnéia e hipopnéia, que pode ser observada em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, desordens neurológicas (hemorragia intracerebral, infarto e embolia), e também ocorre em idosos, recém nascidos prematuros e pessoas saudáveis em grande altitude. Denominamos esse padrão respiratório de:

A) platipnéia.
B) respiração Paradoxal.
C) respiração Assincrônica.
D) respiração de Cheyne-Stockes.

6- Sobre a anatomia e função dos músculos respiratórios, pode-se afirmar que:

I. Quanto (>) o volume pulmonar do DPOC (>) será a zona de aposição e (<) será a força muscular.
II. Quando a lesão medular completa acontece em T7, o paciente não perde a eficiência da tosse.
III. O músculo esternocleidomastóideo é inervado pelo 11° nervo craniano.
IV. Quanto (>) a pressão transpulmonar (>) será o volume corrente.

Está(ão) correta(s):

A) Apenas I e II.
B) Apenas a III.
C) Apenas II, III e IV.
D) Apenas III e IV.
E) Apenas a I.

7- As bases fisiológicas que sustentam as técnicas de fisioterapia respiratória estão assim descritas:

I. O aumento da pressão alveolar faz aumentar a pressão transpulmonar e possibilita o recrutamento alveolar.
II. Atécnica “espirometria de incentivo” faz diminuir a pressão pleural , aumentar a pressão transpulmonar e gerar maior volume pulmonar.
III. O deslocamento do ponto de igual pressão das áreas centrais para as periféricas possibilita combater o aprisionamento aéreo.
IV. As vibrações promovidas no tórax tentam atingir a propriedade de tixotropismo do muco brônquico, deixando-o mais f luido e com baixa viscoelasticidade.

Com base nas afirmativas acima, assinale a alternativa correta.

A) Somente a I está correta.
B) Somente I e IV estão corretas.
C) Somente a IV está correta.
D) Somente I, II, e IV estão corretas.
E) I, II, III e IV estão corretas.

8- A distribuição regional da ventilação e da perfusão é afetada pelas diferenças regionais de pressão de expansão. Sobre elas, é correto afirmar:

I. Os alvéolos da região não dependente estão mais aerados e ventilados.
II. A perfusão é maior na região dependente dos pulmões.
III. A relação ventilação perfusão é maior em base do que em ápice.
IV. Durante a inspiração, a expansão e a ventilação são maiores nos alvéolos das bases pulmonares.

Está(ão) correta(s):

A) Apenas a II.
B) Apenas II e III.
C) Apenas II, III e IV.
D) Apenas III e IV.
E) Apenas I, II e IV.

9- Segundo o livro Fundamentos da terapia respiratória – EGAN. Wilkins, Stoller, Kacmarek. ed. Elsevier, 2009, são indicações de sucesso para o desmame da ventilação mecânica EXCETO:

A) FiO² (<)40% e PaO² (>) 60 mmHg.
B) Complacência (<) 25 mL / cmH² O e relação PaO² /FiO² (<) 150.
C) SpO² (>)90% e capacidade vital (>) 15 mL/kg.
D) Volume corrente (>) 300mL e FR/VC (<) 105.
E) FR (<) 30 ipm e PImáx (<) - 30cmH²O.

10- Um paciente foi conduzido a UTI por ter desenvolvido a síndrome de angústia respiratória aguda. O médico procedeu à intubação orotraqueal e o Fisioterapeuta a adequada ventilação pulmonar. Qual das alternativas abaixo, NÃO favorece a estratégia protetora para o pulmão?

A) PEEP (>) 10cmH²O.
B) Volume corrente (>) 10 mL/kg.
C) FiO² (<) 60%.
D) Pressão de platô (<) 35cmH²O.
E) Ventilação controlada por pressão.

11- Umadas alternativas abaixo NÃO corresponde a uma complicação por uso de Ventilação Não Invasiva –VNI. Assinale-a.

A) DistensãoAbdominal.
B) Aspiração de conteúdo gástrico.
C) Barotrauma.
D) Hipoxemia transitória.
E) Aumento da dispneia.

12- “Modalidade de respiração mecânica em que o paciente respira espontaneamente pelo circuito pressurizado do aparelho, de tal forma que uma certa pressão positiva, definida quando do ajuste do respirador, é mantida constante durante todo o ciclo respiratório. Não existe, nesta modalidade, ajuste da frequência respiratória da máquina. O disparo e a ciclagem são determinados pelo paciente”. O texto refere-se a que modalidade de ventilação mecânica?

A) PSV.
B) SIMV.
C) IMV.
D) CPAP.
E) Pressão suporte.

13- Qual das alternativas abaixo refere-se a uma CONTRAINDICAÇÃO absoluta para o uso de VNI?

A) Obstrução mecânica de vias aéreas superiores.
B) Obesidade mórbida.
C) Síndrome da angústia respiratória aguda com hipoxemia grave.
D) Apneia obstrutiva do sono.
E) Doença neuromuscular.

14- Acapacidade inspiratória, vital e residual funcional de um indivíduo que apresenta: volume corrente de 500 mL, volume de reserva inspiratório de 2.300 mL, volume de reserva expiratório de 1.200 mL e volume residual de 1.100mLcorresponde a:

A) 2.300 mL, 4.000mLe 1.200 mL.
B) 1.700 mL, 3.500mLe 2.300 mL.
C) 2.800 mL, 4.000mLe 2.300 mL.
D) 2.300 mL, 2.800mLe 1.100 mL.
E) 2.800 mL, 4.000 ml e 1.200 mL.

15- Utilizando a fórmula PaO² = 109-0,43 x idade, responda quanto é a relação PaO² /FiO² de um jovem de 30 anos respirando espontaneamente em ar ambiente.

A) 423.
B) 457.
C) 476.
D) 380.
E) 396.

16- Paciente enfisematoso grave, bolhoso, com hiperinsuflação pulmonar, tórax em tonel, cianose, dispneia a médios esforços, tiragem intercostal e sibilos à ausculta, buscou tratamento fisioterapêutico ambulatorial. Assinale a alternativa que NÃO constitui estratégia de tratamento adequada para esse paciente.

A) Nebulização com broncodilatador conforme prescrição e oscilação oral de alta frequência.
B) VPPNI com IPAP18 e EPAPde 10cmH²O.
C) Ciclo ativo da respiração e tosse em huff.
D) Condicionamento físico e oxigenoterapia com concentrador.
E) Incentivador inspiratório e CPAP com PEEP de 14cmH²O e fluxo de O² contínuo.

17- Uma gasometria arterial que apresenta: pH: 7.30; PaO² : 55 mmHg; PaCO² : 54 mmHg; HCO³ : 23 mEq/L; BE: - 05 mEq/Le SaO² : 89%, revela:

A) acidose metabólica / hipoventilação.
B) alcalose respiratória / hiperventilação.
C) acidose respiratória / hipoventilação.
D) alcalose metabólica / hiperventilação.
E) apenas hipoxemia.

18- Tosse, dispneia e dor são sintomas muito comuns, observados nos pacientes com doenças pulmonares, sendo correto afirmar:

I. Tosse ou escarro com sangue é chamado de hematêmese.
II. Tosse noturna acompanhada de dispneia está relacionada com insuficiência ventricular esquerda.
III. Dispneia na posição deitada é chamada de ortopneia.
IV. Dor pontiaguda localizada na parte posterior das costas durante a inspiração profunda é compatível com a dor pleurítica.

A) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
B) Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
C) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
D) Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.
E) As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.

19- Observe as afirmativas sobre ausculta pulmonar:

I. Os sons produzidos pelo movimento do ar de forma anormal são chamados de adventícios.
II. As crepitações finas, audíveis no final da inspiração podem ser encontradas no edema pulmonar.
III. O laringoespasmo pode ser diagnosticado pela cornagem e pelos estridores.
IV. O ruído agudo (sibilo) audível durante a expiração é compatível com broncoespasmo.

Combase nas informações acima, é correto afirmar:

A) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
B) Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
C) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
D) Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.
E) As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.

20- Das doenças relacionadas abaixo, qual NÃO apresenta contraindicação relativa ou absoluta para aplicação da pressão positiva contínua nas vias aéreas com PEEP superior a 12cmH²O?

A) Edema pulmonar.
B) Pneumotórax não drenado.
C) Choque cardiogênico.
D) Traumatismo craniano agudo.
E) Tromboembolismo pulmonar.

21- Atelectasia trata-se de um colapso dos alvéolos, podendo ocorrer em uma área localizada do pulmão, em um lobo ou pulmão inteiro. Quanto aos achados radiológicos podemos visualizar, com exceção de:

a) Hipertransparência.
b) Deslocamento das fissuras lobares.
c) Elevação das cúpulas diafragmáticas.
d) Desvio do mediastino.

22- A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) caracteriza-se ela presença de uma obstrução do fluxo de ar, costuma ser progressiva e pode estar acompanhada pela hiper reatividade das vias aéreas. Quanto ao quadro clinico das DPOC, podemos citar, EXCETO:

a) Ausculta Pulmonar: sibilos, crepitações e roncos.
b) Sons pulmonares aumentados.
c) Cianose.
d) Hipertrofia da musculatura acessória da ventilação.

23- A Pressão Positiva Expiratória Final (PEEP) fará com que, durante a expiração, a glote reduza sua abertura criando desta forma, uma resistência a saída de ar dos pulmões, retardando o fluxo expiratório, mantendo abertas as vias aéreas e os alvéolos. Dentre os efeitos fisiológicos da PEEP a nível cardiovascular, causará, EXCETO:

a) Aumento do retorno venoso.
b) Diminuição do Débito Cardíaco.
c) Compressão do capilar pulmonar, aumentando a pós carga do ventrículo direito.
d) Melhora da função contrátil do ventrículo esquerdo, pois diminuirá a pré e pós carga do ventrículo esquerdo.

24- Dentre os agentes etiológicos causadores de infecções bacterianas, os mais comumente envolvidos nas pneumonias em pré – escolares em crianças hospitalizadas são:

a) Streptococcus pneumonise e Staphylococcus aureus.
b) Haemophilus influenzae e Klebsiella pneumoniae.
c) Streptococcus pneumonise e Haemophilus influenzae
d) Streptococcus pneumonise e Klebsiella pneumoniae.

25- Assinale a alternativa que apresenta corretamente quais os músculos que devem ser contraídos, na realização do procedimento de ventilação normal em repouso.

A) Intercostais internos e diafragma
B) Peitoral maior e subclavicular
C) Peitoral maior e intercostais externos
D) Abdominal e trapézio
E) Paravertebrais e trapézio

26- Na avaliação do sistema respiratório o fisioterapeuta deve observar aspectos como padrão respiratório, expansibilidade torácica, tosse, tipo de tórax e a ausculta respiratória. Sobre avaliação desse sistema, assinale a alternativa INCORRETA:

A) O padrão respiratório é a observância do predomínio da movimentação torácica, abdominal ou mista durante as incursões respiratórias.
B) A ausculta respiratória identifica o murmúrio vesicular e a presença de ruídos adventícios, sendo o sibilo um som agudo audível na inspiração e expiração
C) A expansibilidade torácica pode ser avaliada por meio de uma fita métrica posicionada na região axilar, mamilar e xifoideana.
D) A tosse é um reflexo de defesa, sendo ineficaz quando na avaliação o paciente não consegue tossir por não ter força da musculatura expiratória.
E) Na inspeção do tórax do paciente, podem-se observar caixas torácicas do tipo tonel, em peito de pombo ou cifoescoliótico.

27- A força diafragmática pode, especificamente, ser estimada por meio da mensuração da pressão transdiafragmática, que equivale à diferença entre as pressões

(A) esofágica e pleural.
(B) abdominal e pulmonar.
(C) gástrica e esofágica.
(D) esofágica e pulmonar.

28- A inervação do sistema respiratório é feita pelos sistemas nervosos autônomo e somático. A observação anatômica desse sistema evidencia que

(A) o diafragma é inervado pelo par de nervos frênicos, que se originam como ramos dos nervos espinhais C1-C3.
(B) o nervo frênico esquerdo percorre um trajeto menor que o direito e se estende em torno do coração.
(C) os nervos intercostais formam plexos e vão diretamente até as estruturas que eles inervam.
(D) os nervos frênicos penetram no tórax em frente às artérias subclávias e lateralmente às carótidas.

29- Os exames complementares são ferramentas importantes para a atuação fisioterapêutica, seja em ambiente hospitalar, seja em atendimento domiciliar. No caso das diferentes enfermidades, as alterações radiológicas mais comumente observadas são:

(A) hiperinsuflação pulmonar e espessamento das paredes brônquicas na asma.
(B) seio costofrênico mais transparente e profundo e depressão do hemidiafragma homolateral na pneumonia.
(C) faveolamento e espessamento pleural difuso no linfoma.
(D) opacidade em vidro fosco e calcificação na parede dos vasos pulmonares no tromboembolismo pulmonar.

30- Retirar o paciente da ventilação mecânica pode ser mais difícil que mantê-lo. O processo de retirada do suporte ventilatório ocupa ao redor de 40% do tempo total de ventilação mecânica. Nesse processo, o fisioterapeuta deve considerar que

(A) o índice de respiração rápida e superficial (F/VT) é um bom preditor do sucesso do desmame em muitos pacientes,mas possui um menor poder preditivo nos pacientes necessitando de suporte ventilatório por mais de 8 dias.
(B) o teste de respiração espontânea deverá ser interrompido caso o paciente apresente sinais de intolerância, tais como frequência respiratória superior a 35 irpm e frequência cardíaca acima de 140 bpm, associadas com SaO² inferior a 90% e deverá ser reiniciado após 4 horas de estabilização do paciente.
(C) a pressão de oclusão das vias aéreas é a pressão inspiratória mensurada 100 ms após a oclusão das vias aéreas, depende do esforço e está bem correlacionada com o impulso respiratório central como um ótimo preditor precoce do sucesso do desmame.
(D) os pacientes capazes de iniciar um esforço inspiratório e que apresentem gradiente alvéolo-arterial – (GA-a) – superior a 350 mmHg para uma FiO2 igual a 100% e a PaO²/FiO² superior a 150 são considerados aptos a iniciar o processo de desmame.


Gabarito

1 – A, 2 – D, 3 – E, 4 – B, 5 – D, 6 – D, 7 – D, 8 – E, 9 – B, 10 – B, 11 – E, 12 – D, 13 – A, 14 – C, 15 – B, 16 – E, 17 – C, 18 – C, 19 – E, 20 – A, 21 – A, 22 – B, 23 – A, 24 – C, 25 – A, 26 – B, 27 – C, 28 – D, 29 – A, 30 - A

2 Comentários:

Anônimo disse...

Por favor qual a formula para calculo do índice de respiração rápida e superficial, e como chega-se no resultado de 62.

Adm. Blog disse...

A fórmula é a seguinte:

Frequência Respiratória / Volume Corrente (expirado) em litros

Na pergunta diz: volume minuto de 10 litros e frequência respiratória 25 ipm.

Volume corrente X Frequência = Volume minuto

Então: 10 litros = 10000 / 25 = 400 ml

Frequência de 25 / 0,40 litros = 62,5

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO