Escala de Barthel

 Avaliação das Atividades Básicas da Vida Diária (ABVD)

Avalia as atividades básicas da vida diária, necessárias para a independência em autocuidado, a deterioração implica a necessidade de assistência de outra pessoa.
A avaliação das atividades não é dicotômica, pois não permite a avaliar situações intermediárias.
É útil para avaliar o progresso em um programa de reabilitação, por exemplo). Este é o teste mais popular e amplamente utilizado no campo da reabilitação e geriatria.


 Pontos
Âmbito da avaliação
Alimentação
10
Independente: capaz de utilizar qualquer instrumento necessário alimenta-se em um tempo razoável, capaz de cortar o alimento, usa temperos, passa manteiga no pão, etc., sozinho.
5
Necessita de ajuda: por exemplo, para cortar o alimento, passar manteiga no pão, etc.
0
Dependente: necessita ser alimentado.
Banho
5
Independente: capaz de lavar-se por inteiro, usando o chuveiro ou banheira, permanecendo em pé e se ensaboando com a esponja por todo o corpo. Inclui entrar e sair do chuveiro/banheira sem a necessidade de uma pessoa presente.
0
Dependente: necessita de alguma ajuda.
Vestir-se
10
Independente: capaz de vestir-se e arrumar-se na roupa. Amarra os sapatos, abotoa os botões, etc. Coloca coletes e cintas inguinais.
5
Necessita de ajuda: faz metade das tarefas em um tempo razoável.
0
Dependente: incapaz de arrumar-se, sem assistência maior.
Asseio pessoal
5
Independente: realiza todas as tarefas (lavar as mãos, rosto, cabelo, etc.). Inclui barbear-se e escovar os dentes. Não necessita de nenhuma ajuda. Inclusive pluga o barbeador elétrico na tomada se for o caso.
0
Dependente: necessita de alguma ajuda.
Evacuação
10
Continente: nenhum acidente; se necessita de enema ou supositórios pode fazer por si mesmo.
5
Acidente ocasional: raro (menos de uma vez por semana), ou necessita de ajuda com supositório.
0
Incontinente.
Micção
10
Continente: nenhum acidente: seco durante o dia e a noite. Capaz de usar qualquer dispositivo (cateter). Se necessário, será capaz de trocar a bolsa coletora de urina.
5
Acidente ocasional: menos de uma vez por semana. Necessita ajuda com fraldas.
0
Incontinente.
Uso do vaso sanitário
10
Independente: entra e sai sozinho. É capaz de tirar e colocar as roupas, limpar-se e prevenir manchas nas roupas, esvaziar e limpar a comadre. Capaz sentar-se e levantar-se sem ajuda ou pode usar barras de suporte.
5
Precisa de Ajuda: necessita de ajuda para manter-se em equilíbrio, limpar-se ou tirar a colocar e roupa.
0
Dependente: incapaz de manejar-se sem assistência maior.
Transferência da cama para a cadeira/poltrona
15
Independente: não necessita de ajuda. Se utilizar cadeira de rodas, faz de forma independente.
10
Mínima ajuda: inclui supervisão verbal e pequena ajuda física (por exemplo, oferecido (a) pelo (a) cônjuge).
5
Grande ajuda: capaz de sentar-se sem ajuda, mas necessita de muita assistência para sair da cama.
0
Dependente: necessita de apoio completo para levantar-se com a ajuda de duas pessoas. Incapaz de permanecer sentado.

Deambulação

15
Independente: pode utilizar qualquer tipo de auxiliar para marcha (próteses, bengalas, muletas, etc.) exceto andador. A velocidade não é importante. Pode caminhar pelo menos 50 metros ou equivalente sem supervisão ou ajuda.

10
Necessita de ajuda: supervisão verbal ou física, incluindo instrumentos ou outras formas de ajuda para permanecer de pé. Deambula por 50 metros.

5
Independente em cadeira de rodas: impulsiona sua cadeira de rodas pelo menos 50 metros. Vira a cadeira em cantos apenas.

0
Dependente: requer ajuda maior.

Degraus

10
Independente: capaz de subir/descer um andar com escadas sem ajuda ou supervisão mesmo utilizando o corrimão ou outros instrumentos de apoio.

5
Necessita de ajuda: supervisão verbal ou física.

0
Dependente: necessita de ascensores (cadeira elevador), não pode subir degraus.

Total
Soma simples do resultado de cada item.

Pontuação: 100- 0 Ponderação
Dependência total: pontuação menor de 20
Dependência grave: pontuação de 20 a 35
Dependência moderada: pontuação de 40 a 55
Dependência leve: pontuação igual ou >maior de 60

Referências: - Basseda R, Sanjuán A; in Tratado de Geriatria para residentes - Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia. Instrumentos e Escalas de Avaliação, 771-89, 2006.
- Baztán JJ, Pérez del Molino J, Alarcón T, San Cristóbal E, Izquierdo G, Manzarbeitia J. Índice de Barthel: Instrumento válido para la valoración funcional de pacientes con enfermedad cerebrovascular. Rev Esp Geriatr Gerontol 1993; 28: 32-40.
Versión original: Mahoney FI, Barthel DW. Functional evaluation: Barthel index. Md State Med J 1965; 14: 61-5. 
- Oliveira MA, et al. Validation of the Barthel Index in elderly patients attended in outpatient clinics, in Brazil. Acta Paul Enferm. 2010; 23(2):218-23. 

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO