Prova fisioterapeuta Cetro 4

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

11- Os gestores do Sistema Único de Saúde do Município de Ribeir admitirão Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias por meio de processo seletivo público, segundo notícia divulgada na última sexta-feira pelo noticiário local. As bases legais para que este processo seletivo ocorra encontram-se na

a) NOB/96
b) Lei 8.080/90
c) Lei 8.142/90
d) NOAS-SUS 01/02
e) Constituição Federal

12- Sobre a promoção de saúde, julgue as afirmativas abaixo.

I- A promoção da saúde no contexto brasileiro significa uma das bases do SUS e encontra-se instituída em normas que definem as responsabilidades dos municípios e seus compromissos com a coletividade por meio de uma gestão participativa e transparente.

III- As intervenções voltadas para a promoção da saúde englobam tanto medidas que levam ao estabelecimento de condições e requisitos para a saúde, quanto medidas que favorecem o desenvolvimento de habilidades dos indivíduos para que possam fazer opções voltadas para a saúde.

É correto o que se afirma em

a) I, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e V, apenas.
d) II e IV, apenas.
e) I, III, IV e V, apenas.

13- É uma doença infecciosa de etiologia viral que pode transcorrer de forma subclínica ou com sintomatologia de distintos graus de gravidade, que variam desde uma febre passageira a uma encefalite grave.
O vírus pode infectar humanos, aves, cavalos e outros mamíferos, e pode ser transmitido quando um mosquito infectado pica um humano ou animal para se alimentar. A competência vetorial está diretamente ligada à abundância do vetor no local, além da prática da antropofilia e ornitofilia.
(Fonte: Guia de Vigilância Epidemiológica. Secretaria de Vigilância em Saúde/MS/2005)

O texto se refere a uma doença de notificação compulsória denominada

a) febre amarela
b) hantavirose
c) febre do Nilo Ocidental
d) febre maculosa
e) dengue.

14- A combinação de dados demográficos e epidemiológicos que possa traduzir os níveis de saúde de uma população é expresso através de indicadores: estes indicadores podem ser coeficientes ou índices.
O índice que expressa a porcentagem de pessoas que morreram com 50 anos ou mais em relação ao total de óbitos em uma determinada população denomina-se

a) Índice Geral de Natalidade
b) Índice Vital de Pearl
c) Índice de Swaroop & Uemura
d) Índice de Desenvolvimento Humano
e) Índice Geral de Mortalidade

15- No conjunto da ampliação do acesso e da qualidade da atenção básica, a NOAS-SUS 01/02 define como áreas de atuação estratégicas mínimas da condição de Gestão Plena da Atenção Básica Ampliada o (a)

a) controle da malária
b) controle da leishmaniose tegumentar
c) eliminação do Calazar
d) erradicação da doença de Chagas
e) eliminação da hanseníase

26- Em relação ao transporte e à eliminação de gases nos seres humanos, é correto afirmar que o gás carbônico pode ser transportado no sangue de

a) 5 maneiras
b) 2 maneiras
c) 4 maneiras
d) 3 maneiras
e) 1 maneira

27- A nomenclatura dos volumes pulmonares é muito utilizada na prática clínica do fisioterapeuta. Pode-se definir a capacidade residual funcional (CRF) como o volume de ar

a) que sai dos pulmões a partir do final da expiração normal até uma expiração máxima
b) exalado, partindo-se de uma inspiração máxima até uma expiração máxima
c) contido nos pulmões ao final de uma expiração não forçada
d) que permanece nos pulmões após uma expiração máxima
e) contido nos pulmões ao final de uma inspiração máxima

28- Com base na anatomia, a aferência nervosa dos quimiorreceptores carotídeos, importantes para o controle da respiração, é o nervo

a) frênico, que se junta ao vago
b) do corpúsculo carotídeo, que se junta ao glossofaríngeo
c) do corpúsculo aórtico, que se junta ao vago
d) ventrolateral, que se junta ao bulbo
e) glossofaríngeo, que se junta à área rostral do núcleo do trato solitário

29- As apnéias obstrutivas do sono têm grande importância por serem muito comuns na população em geral e por se constituírem num problema de saúde pública. O tratamento da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) se baseia em

I- perda de peso, pois 70% dos pacientes com SAOS apresentam obesidade ou sobrepeso


III- uvulopalatofaringoplastia, que visa a impedir o colabamento das vias aéreas. A efetividade dessa cirurgia é limitada na maioria dos casos

IV- pressão positiva contínua nas vias aéreas, que impede o colabamento da via aérea superior. É utilizada em casos de apnéia moderada a grave

É correto o que se afirma em

a) I, apenas.
b) I e II, apenas.
c) III e IV, apenas.
d) I, III e IV, apenas
e) I, II, III e IV

30- Paciente de 49 anos, sexo masculino, é diagnosticado como portador de Síndrome de Guillain Barre (SGB). Internado em terapia intensiva e intubado há 7 dias, apresenta comprometimento grave de toda a musculatura respiratória, sem condições de gerar força para disparar a sensibilidade do ventilador mecânico, mesmo com esta regulada para 01 cmH²O. Com base nessas informações, é correto afirmar que, na SGB, o nível em que se dá o comprometimento neurológico e o modo ventilatório recomendado para o paciente descrito acima são, respectivamente,

a) nível periférico e modo de ventilação em Pressão Suporte (PS)
b) nível central e Modo Controlado (CMV)
c) nível periférico e Modo Assistido/Controlado (A/C)
d) nível central e Modo Assistido/Controlado (A/C)
e) nível central e Modo Mandatório Intermitente Sincronizado (SIMV)

31- A monitorização da Pressão Intracraniana (PIC) faz parte da prática diária dos grandes centros de especialidade neurocirúrgica. Os valores toleráveis de PIC, antes de se instituírem medidas anti-hipertensivas, em pacientes neurológicos, é de até

a) 30 cmH²O
b) 20 cmH²O
c) 10 cmH²O
d) 35 cmH²O
e) 25 cmH²O

32- A emenda constitucional número 29 de 13 de setembro de 2000, foi elaborada para

III- assegurar recursos mínimos para o financiamento da ações e serviços públicos de saúde

É correto o que se afirma em

a) II, apenas.
b) III e IV, apenas.
c) I, III e IV, apenas.
d) I, IV e V, apenas.
e) III, apenas

33- De acordo com a Norma Operacional da Assistência à Saúde/SUS 01/2002 (NOAS/SUS), o Plano Diretor de Regionalização deverá ser elaborado na perspectiva de garantir o acesso dos cidadãos, o mais próximo possível de sua residência, a um conjunto de ações e serviços vinculados a responsabilidades mínimas, com:

I- assistência pré natal, parto e puerpério
II- acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil
III- ações de promoção da saúde e prevenção de doenças
IV- tratamento das intercorrências mais comuns na infância

É correto o que se afirma em

a) I, II e V, apenas.
b) II, III, IV e V, apenas.
c) I, II, III e IV, apenas.
d) III, IV e V apenas.
e) I e V, apenas.

34- Na reabilitação ortopédica, é muito importante para o fisioterapeuta entender quais os tipos de fibras musculares serão trabalhadas, de acordo com os objetivos do programa de reabilitação. Com relação às fibras musculares do tipo I, considere as afirmações abaixo.

I- possuem velocidade contração lenta
 IV- possuem resistência à fadiga maior do que as fibras IIx

É correto o que se afirma em

a) I, II, III e IV
b) I, II e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) II e IV, apenas
e) I e IV, apenas

35- A termorregulação dos seres humanos é mantida por um fino sistema de controle. Das estruturas abaixo, é considerado (a) o centro do controle da temperatura corporal (a)

a) hipotálamo
b) bulbo
c) hipófise
d) tireóide
e) glândula pineal

36- A estrutura localizada na junção miotendinosa e estimulada durante o alongamento, que inibe a tensão muscular e permite o alongamento dos sarcômeros, é chamada de

a) Motoneurônio alfa
b) Órgão tendinoso de Golgi
c) Corpúsculo de Meissner
d) Túbulos T
e) Corpúsculos de Ruffini

37- As avaliações dos graus de curvatura em uma escoliose são dadas pela mensuração do ângulo de

a) Fleck
b) Jones
c) Paget
d) Cobb
e) Homans

38- A Pata de Ganso é composta pelos tendões dos músculos

a) grácil, semimembranoso e semitendinoso
b) grácil, semitendinoso e sartório
c) vasto medial sartório e grácil
d) bíceps femoral, semitendinoso e sartório
e) tensor da fáscia lata , semitendinoso e sartório

40- O valor da pressão parcial de oxigênio no ar seco, ao nível do mar (em mmHg), é

a) 100
b) 85 a 100
c) 120
d) 159
e) 273

41- A necessidade de suporte ventilatório é decorrente da incapacidade, temporária ou não, do sistema respiratório desempenhar suas funções. São alguns critérios para iniciar o desmame da ventilação mecânica a

a) presença do estímulo (drive) ventilatório, instabilidade hemodinâmica; PaO²/FiO² <200>
b) presença do estímulo (drive) ventilatório, estabilidade hemodinâmica; PaO²/FiO² menor 200
c) ausência de estímulo (drive) ventilatório; agitação; instabilidade hemodinâmica; PaO²/FiO² >200
d) ausência do estímulo (drive) ventilatório, estabilidade hemodinâmica; PaO²/FiO² >200; controle da causa determinante da ventilação mecânica
e) presença do estímulo (drive) ventilatório, estabilidade hemodinâmica; PaO²/FiO² >200; controle da causa determinante da ventilação mecânica

42- Retirar o paciente da ventilação mecânica pode ser mais difícil que o manter. Um dos auxiliadores para o desmame é o teste de respiração espontânea que indica, quando realizado com sucesso, a retirada da via aérea artificial. Porém, sabe-se do fracasso do teste quando o paciente

a) não apresenta sinais de desconforto respiratório, apresenta respostas coerentes ao comando verbal, mantém frequência cardíaca adequada SpO²= 96% e frequência respiratória entre 12-20 PAS= 120
b) permanece no teste por mais que 30 minutos sem queixas ou desconforto
c) apresenta sinais como agitação, sudorese, alteração hemodinâmica, frequência respiratória acima 35 e PAS .180 ou 90 a 140 bpm e SpO² menor 90%
d) permanece estável hemodinamicamente durante o teste, colaborativo e sem queixas
e) fica sonolento, não contactuando, o que impossibilita a realização do teste

43- Na tentativa da extubação, realiza-se o teste de ventilação espontânea, porém existem casos em que o paciente não apresenta uma boa desenvoltura. Nesse caso, a conduta a ser tomada consiste em

a) manter o paciente no teste de respiração espontânea e aumentar a oferta de oxigênio

b)solicitar à equipe médica sedação contínua e elevar todos os parâmetros ventilatórios

c) manter o paciente no teste de respiração espontânea e diminuir a oferta de oxigênio

d) retornar o paciente para a ventilação mecânica com parâmetros adequados para o seu conforto por 24 horas

e)retornar o paciente para ventilação mecânica com pressão de suporte baixa por 30 minutos para a realização do próximo teste

44- Na admissão de um pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca, sem intercorrências durante o intraoperatório, prioriza-se a adequação da ventilação mecânica invasiva, a monitorização do paciente quanto à FC, PA, SpO², e a ausculta pulmonar para detectar presença de ruídos adventícios e a posição seletiva da cânula orotraqueal. Quando desligada a sedação, a avaliação neurológica é muito importante associada a esses outros parâmetros, pois tem a finalidade de

a) realizar posicionamento no leito e mobilização articular de MMSI

b) evitar edemas de extremidades, posicionando MMSI elevados com uso de coxins

c) realizar manobras de higiene brônquica e reexpansão pulmonar

d) manter as via aéreas pérveas, pulmões expandidos e garantir uma extubação precoce

e) realizar mudanças de decúbito, prevenindo formação de escaras

45- Durante o período de internação na UTI, os cuidados que se deve ter com a via aérea artificial é

a) manter o cuff 0,5cm acima da carina, insuflado com pressão de 40cmH²O

b) posicionar o cuff 0,5cm abaixo da carina, insuflado com pressão de 25cmH²O

c) posicionar o cuff próximo das cordas vocais, insuflado com pressão de 10cmH²O

d) posicionar cuff no 1/3 médio da traquéia, insuflado o máximo possível

e) posicionar o cuff a 2cm da carina, insuflado entre 15 e 25cmH²O

46-São indicações para o uso de Ventilação Mecânica Não-invasiva (VNI), exceto o (a)

a) exacerbação de DPOC
b) pós-operatório imediato de cirurgia do esôfago
c) exacerbação da asma
d) edema pulmonar agudo
e) pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca

47- Paciente no pós-operatório imediato cardíaco com CEC 85 minutos, sem intercorrências, já extubado, recebendo oferta de O² por máscara de nebulização 5L/min com SpO²= 98%, eupnéico, estável hemodinamicamente, colaborativo, com gasometria arterial: 7,40/ 38/ 136/ -2,5/ 23/ 97%. Em relação à oxigenioterapia, a melhor conduta é

a) alterar a oferta de O² para cateter nasal 2L/min, mantendo SpO² > 90%
b) aumentar a oferta de O² para 10L/min na máscara de nebulização
c) alterar a máscara de nebulização de 5L/min para venturi 50%, mantendo SpO² <90>
d) aumentar oferta de O² para 15L/min em máscara de nebulização
e) alterar oferta de O² para vapor Jet 7L/min com distância de aproximadamente 30cm

48- A ventilação não-invasiva tem como objetivo

a) diminuir o trabalho respiratório, melhorar oxigenação, diminuir a frequência respiratória, reduzir a PaCO² e evitar IOT

b) aumentar o trabalho respiratório, aumentar a frequência respirtória e aumentar a PaCO²

c) preparar o paciente para intubação orotraqueal

d) diminuir o trabalho respiratório, diminuir a oxigenação, aumentar a frequência respiratória e aumentar os índices de IOT

e) aumentar o trabalho respiratório, melhorar a oxigenação, diminuir a frequência respiratória e aumentar a PaCO²

49- Paciente 65 anos, internado por BCP. Iniciado ATB, no momento recebendo O² por cateter nasal 2L/min SpO²= 88% AP: MV+ diminuído em HTX D com EC em base D + roncos esparsos. Apresenta tosse ineficaz produtiva. Gasometria arterial: 7,30/ 50/ 70/ -2/ 24/ 91%. Respectivamente, a melhor conduta a ser tomada, neste caso, é

a) instalar VNI sem O² por 1 hora e, posteriormente, realizar aspiração nasotraqueal

b) retirar oferta de O², realizar manobras de higiene brônquica e aguardar tosse espontânea

c) aumentar a oferta de O² no cateter observando SpO² >90%, realizar manobras de higiene brônquica, realizar aspiração nasotraqueal e instalar VNI com oferta de O²

d) diminuir oferta de O² no cateter, realizar manobras de higiene brônquica e realizar aspiração nasotraqueal

e) instalar imediatamente VNI por 1 hora e aumentar oferta de O² até SpO² >90%

50- O consumo de oxigênio do miocárdio é alto, mesmo em repouso. O miocárdio consome 65% a 80% do oxigênio oferecido pela circulação coronariana.
De acordo com a anatomia e fisiologia das coronárias, quando elas recebem aporte sanguíneo para nutrir o miocárdio, localizam-se imediatamente acima da válvula

a) mitral e recebem o aporte sanguíneo durante a sístole
b) tricúspide e recebem o aporte sanguíneo durante a diástole
c) aórtica e recebem o aporte sanguíneo durante a sístole
d) aórtica e recebem o aporte sanguíneo durante a diástole
e) mitral e recebem o aporte sanguíneo durante a diástole

51- Tensão da parede ventricular no final da diástole e estresse da parede ventricular durante a sístole são determinantes fisiológicos do sistema cardiovascular que compreendem o(a)

a) hipertensão pulmonar
b) fechamento das válvulas tricúspide e mitral
c) fechamento das válvulas aórtica e pulmonar
d) hipertensão arteial sistêmica
e) pré-carga e pós-carga

52- A medida da força dos músculos respiratórios é determinada pela mensuração da pressão inspiratória máxima (PiMáx) e expiratória máxima (PeMáx). O valor, que indica fadiga muscular respiratória em cmH²O, é

a) -90 a -120
b) -70 a -45
c) <=20
d) 40 a 55
e) -40 a -25

53- Em condições patológicas, o tipo respiratório se modifica ou se inverte. O ritmo respiratório que se caracteriza por uma fase de apnéia seguida de incursões inspiratórias cada vez mais profundas até atingir um máximo, para depois vir até nova pausa, é a respiração

a) de Biot
b) de Kussmaul
c) de Cheyne-Stokes
d) suspirosa
e) diafragmática

54- A.D., 20 anos, vítima de acidente de carro. Na admissão apresentou a seguinte avaliação: abertura ocular ao comando verbal; ao estímulo em MMSI, não apresentava resposta; orientada e colaborativa durante a avaliação. De acordo com a escala de coma de Glasgow, a pontuação desta paciente é

a) AO=4; RM=6; RV=1
b) AO=3; RM=1; RV=5
c) AO=2; RM=5; RV=2
d) AO=3; RM=6; RV=3
e) AO=1; RM=1; RV=4

55- O paciente portador de doença pulmonar obstrutiva crônica apresenta algumas particularidades quando se observa sua imagem radiológica, como por exemplo

a) a diminuição do volume pulmonar
b) a hiperinsuflação pulmonar
c) a diminuição dos espaços intercostais
d) as cúpulas diafragmáticas dispostas com certa curvatura
e) o aumento da trama vascular pulmonar

56- Após procedimentos de admissão na UTI, foi passado um acesso venoso central via artéria subclávia direita e uma sonda nasogástrica. Em seguida, solicitou-se um RX de tórax, que evidenciou hipertransparência em hemitórax direito com desvio do mediastino contralateral. Na ausculta pulmonar, observou-se murmúrio vesicular abolido em hemitórax direito, sem ruídos adventícios audíveis. Baseado nos exames físico e radiológico, pode-se afirmar que o paciente apresenta

a) pneumotórax em hemitórax direito
b) atelectasia em hemitórax direito
c) homotórax em hemitórax direito
d) empiema em hemitórax direito
e) atelectasia em em hemitórax esquerdo

57- Na ventilação mecânica com pressão positiva, o ciclo ventilatório compreende-se de

a) autociclagem, apnéia, fase inspiratória e fase expiratória
b) disparo, ciclagem, fase inspiratória e insuflação
c) fase inspiratória, ciclagem, fase expiratória e disparo
d) apnéia, fase inspiratória, ciclagem e disparo
e) fluxo, fase expiratória, disparo e apnéia

58- Em algumas modalidades ventilatórias, quanto aos modos ventilatórios de duplo controle, é correto afirmar que o ventilador

a) controla tanto o volume quanto a pressão
b) controla o volume e a pressão é variável
c) controla a pressão e o volume é variável
d) permite que o paciente ventile espontaneamente, sem pressurização
e) garante o volume corrente e proporciona ciclos controlados a pressão

59- O modo PAV foi desenvolvido para aumentar ou diminuir a pressão nas vias aéreas em proporção do esforço amplificando o volume ou fluxo e auxiliando na sincronia ventilatória. Para este modo ser utilizado, é necessário que o paciente

a) esteja sedado e curarizado
b) já tenha sido desmamado da VM
c) esteja respirando espontaneamente
d) esteja com alterações neurológicas
e) tenha traqueostomia ocluída

60- É considerada contraindicação à continuação da sessão fisioterapêutica

a) a taquidispnéia induzida pelo esforço
b) o "rusch" cutâneo
c) a sudorese produzida pelo esforço
d) as arritmias ventriculares

e) o aumento da FC

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO