Complexo articular do ombro



O ombro não está constituído por uma articulação, mas por cinco articulações que conformam o COMPLEXO ARTICULAR DO OMBRO (fig. 1-17). Estas cinco articulações se classificam em dois grupos:


Primeiro grupo: duas articulações:

1) Articulação escápulo-umeral 

Articulação verdadeira do ponto de vista anatômico (contato de duas superfícies cartilaginosas de deslizamento) Esta articulação é a mais importante do grupo.

2) Articulação subdeltóide ou "segunda articulação do ombro"

Do ponto de vista estritamente anatômico não se trata de uma articulação; contudo podemos considerar do ponto de vista fisiológico, devida ser composta por duas superfícies que deslizam uma sobre a outra. A articulação subdeltóide está mecanicamente unida à articulação escápulo-umeral: qualquer movimento na articulação escápulo-umeral provoca um movimento na subdeltóide.

Segundo grupo: três articulações.

3) Articulação escápulo-torácica

Neste caso se trata outra vez de uma articulação fisiológica e não anatômica. É a articulação mais importante do grupo, contudo não pode atuar sem as outras duas, já que está mecanicamente unida a elas.

4) Articulação acrômio-clavicular

Articulação verdadeira, localizada na porção externa da clavícula.

5) Articulação esterno-costo-clavicular 

Articulação verdadeira, localizada na porção interna da clavícula.

Em geral, o complexo articular do ombro pode ser esquematizado da seguinte maneira:

Primeiro grupo:

- uma articulação verdadeira e principal: a articulação escápulo-umeral;
- uma articulação "falsa" e acessória: a articulação subdeltóide.

Segundo grupo:

- uma articulação "falsa" e principal; a articulação escápulo-torácica;
- duas articulações verdadeiras e acessórias: a acrômio-clavicular e a esterno-costo-clavicular.

Em cada um dos grupos, as articulações estão unidas mecanicamente, isto é, atuam necessariamente ao mesmo tempo. Na prática, os dois grupos também funcionam simultaneamente, segundo proporções variáveis no percurso dos movimentos.

De maneira que podemos afirmar que as cinco articulações do complexo articular do ombro funcionam simultaneamente e em proporções variáveis de um grupo ao outro.

Fonte: A. I. KAPANDJI

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO