Cor Pulmonale



É uma forma de insuficiência cardíaca, onde há diminuição da capacidade de funcionamento das câmaras direitas do coração, por doença pulmonar.

A metade direita do coração recebe o sangue venoso do organismo e o envia aos pulmões para oxigenação. Quando existe um tipo de doença pulmonar que leva a aumento da resistência ao fluxo de sangue e Hipertensão pulmonar, progressivamente o coração direito, (ventrículo direito e átrio direito), vão sendo sobrecarregados.

Ocorrem inicialmente alterações microscópicas no cardiomiócito, a célula muscular cardíaca, com aumento de tamanho. Posteriormente todo o miocárdio, o tecido muscular cardíaco, se altera. Como consequência, as paredes das cavidades vão se tornando mais espessas. Este é um mecanismo compensatório que numa fase inicial permite que o fluxo de sangue não seja prejudicado.

Com a permanência ou piora da doença pulmonar em determinado momento este mecanismo atinge seu limite e o coração começa a dilatar. Ocorre aumento da pressão nas veias de todo o corpo e, em decorrência, dilatação das veias, aumento do fígado, do baço e inchaço nas pernas, além dos sintomas da doença pulmonar, como dispneia e cianose.

Os principais sintomas são: dispneia, dor torácica, taquicardia e síncope, geralmente relacionadas ao exercício. Em casos mais graves, com falência ventricular direita e congestão hepática, podem-se apresentar plenitude gástrica e desconforto abdominal. A tosse, hemoptise e rouquidão (devido à compressão do nervo laríngeo recorrente, por dilatação aneurismática da artéria pulmonar) são sintomas menos frequentes.

Ao exame físico, pode-se apresentar hiperfonese da segunda bulha, que pode ser palpável. Há a possibilidade de haver desdobramento da segunda bulha, que pode ser mais alargado na presença de bloqueio de ramo direito. Em casos mais graves, apresentam-se galope (S3), que aumenta com a inspiração, e sinais de insuficiência tricúspide e pulmonar. A quarta bulha (S4) também pode estar presente, representando um aumento da pressão de enchimento das câmaras cardíacas direitas. A presença de cianose pode indicar um comprometimento importante do débito cardíaco ou a presença de “shunt D-E”. Com a falência ventricular direita, ocorre hipertensão venosa, com consequente estase jugular, e, em casos mais avançados, ascite, hepatomegalia, icterícia, e edema periférico.

Ao raio x, presença de hipertensão pulmonar, há um alargamento hilar das artérias pulmonares, associado à pobreza vascular periférica.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu nome ou apelido, mesmo que fictício. Comentários anônimos não serão respondidos.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO