Reflexo de Bainbridge



Ocorre com o estiramento dos átrios, elevando instantaneamente a Frequência Cardíaca e a força de contração. 

O coração recebe inervação do sistema nervoso simpático e parassimpático. O simpático, através da liberação de adrenalina e noradrenalina, faz aumentar a frequência cardíaca quando necessário. O parassimpático, através da liberação de acetilcolina, reduz a frequência cardíaca. 

O controle desses sistemas situa-se no bulbo, no assoalho do quarto ventrículo (no cérebro) e é auxiliado pelos pressoreceptores (receptores de pressão) situados na aorta ascendente, crossa da aorta e nos seios carotídeos. 

Toda vez que essas estruturas sofrem estiramento ou são pressionadas, elas enviam essa informação aos centros bulbares, via 9  e 10  pares cranianos que, por sua vez, determinam uma diminuição da freqüência cardíaca. 

Tem a finalidade de impedir o acúmulo de sangue nos átrios e na circulação pulmonar.


Causalgia



É uma dor grave caracterizada por uma sensação de queimação intensa, especialmente associada a uma deformação violenta e súbita dos nervos, causada por projéteis ultra-rápidos, tais como as balas. Calcula-se que se manifesta em 2 a 5% dos casos de lesão dos nervos periféricos. 

Caracterizada como uma dor de queimação possui certo número de características da dor do membro fantasma, além de outros aspectos que lhe são próprios. O seu caráter dominante é a inexorável intensidade da dor que evoca algumas imagens do "Inferno de Dante".

Implica, evidentemente, a presença de influxos sensitivos anormais, provenientes das zonas inervadas pelo nervo lesado. Já que o toque mais ligeiro pode provocar dor, estes indivíduos evitam todos os estímulos táteis. A dor limita, pois, o movimento que, por sua vez, reduz a quantidade de combinações de influxos cutâneos e proprioceptivos habituais do membro. Os influxos são, por conseqüência, duplamente anormais, devido à lesão do nervo e à exagerada proteção do mesmo.

Uma das características mais notáveis da dor causálgica é a facilidade com que é desencadeada ou intensificada por uma infinidade de estímulos nociceptivos. A dor é provocada pelo mais leve estímulo sensitivo; por vezes, este mesmo não existe. Ruídos súbitos, alterações rápidas de estimulação visual, perturbações emocionais, reações de sobressalto são causas possíveis de agravamento da dor.


Wolff-Parkinson-White









Síndrome  de Wolff-Parkinson-White (conjunto de sinais e sintomas), caracteriza-se pela presença de uma via elétrica acessória ( anormal ), com localizações variáveis, que comunica os átrios com os ventrículos.

No sistema elétrico normal do coração, o estímulo elétrico inicia-se nos átrios e sofre uma lentificação ao ponto do nó atrioventricular, antes de chegar aos ventrículos. 

A via acessória, presente nos portadores da síndrome de Wolff-Parkinson-White, faz que o impulso elétrico do coração seja conduzido de uma forma mais rápida, pois desvia este estímulo do nó atrioventricular. 

Essa alteração elétrica é chamada de pré-excitação. A consequência  maior desse processo é o aparecimento de  certas arritmias cardíacas, como a taquicardia supraventricular, que aceleram excessivamente o coração.

Como fazer download no 4shared

Termos de uso

Ano IX - © Tânia Marchezin - Fisioterapeuta - Franca/SP

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger .

TOPO